Vin Santo, mais uma delícia da Itália

Postado em:

Dentre os vinhos italianos, um que poucas pessoas conhecem e degustam, é o Vin Santo.

Provavelmente pelo preconceito de ser servido com “biscoitos” na sobremesa ou por falta de tempo, afinal a Itália é realmente uma “perdição” para os apreciadores de vinhos.

Este vinho tem origem no interior da Toscana, região de Siena. Isto é o mais certo que se tem sobre o Vin Santo, já a sua origem como “tipo de vinho” , é cercada de histórias e lendas, não chegando a uma conclusão qual seria a verdadeira.

Mas como gostamos de histórias e lendas de vinhos, aí vai algumas:

Este seria um vinho usado em missas , segundo se conta, o sabor era mais doce para agradar maior número de pessoas incluindo as crianças. Depois da eucaristia se tornava “santo”.

Nesta mesma linha, de se tornar “santo” após a eucaristia, também se conta que um frade franciscano dava a sobra do vinho da missa a doentes, os quais muitas vezes eram curados, o que dava fama ao vinho.

O Vin Santo é elaborado com uvas que são colhidas em um ano e ficam no processo de passificação até o ano seguinte, quando então é vinificado.

O corte original é elaborado com as uvas Trebiano e Malvasia, mas hoje encontramos este vinho elaborado com outras castas, por exemplo a Sangiovese que usada no Chianti .

Hoje em dia existem mais de 10 DOCs que regulam a produção deste vinho. Que pode ser encontrado também como vinho seco ou licoroso, quando tem a adição de água ardente.

O Vin Santo produzido pela Vinícola Avignonesi de 10 anos é um dos vinhos mais procurados do mundo.

 Mas o mais comum, e posso atestar, muuuuito bom também, é o Vin Santo com Cantucci, um “biscoito tradicional feito com amêndoas”. É servido como sobremesa, onde o biscoito é molhado no vinho. (desde aí da foto, não sobrou nenhum)

Está aí mais um vinho diferente, que servido como sobremesa surpreende muito.