Verzola continua em coma induzido na UTI da Unimed Hospital São Joaquim

Geralmente, o procedimento nesse tipo de acidente, é drenar o sangue à espera da reação do organismo

Postado em: em Saúde

Paulo Roberto Verzola com a esposa (Foto: colunista Patrícia)

O radialista e colunista Paulo Roberto Verzola continua em coma induzido na UTI do Hospital São Joaquim, da Unimed Franca.

Internado no sábado, começo da noite, depois de uma queda na sua casa, Verzola está entubado e sedado, situação que deve continuar dentro dos protocolos médicos, à  espera de uma resposta do organismo à cirurgia cerebral à qual ele foi submetido.

Geralmente quando acontece esse tipo de acidente, com sangramento craniano, o procedimento é drenar o sangue à espera da reação do organismo.

Paulo Roberto Verzola teve um hematoma occipital (quase na base base traseira do cérebro, próximo da nuca) e também um hematoma frontal.

O mais provável é que na queda tenha havido um ricochete, quando há impactos graves na caixa óssea. Ele teve sangramento na parte posterior e na parte dianteira do cérebro.

O radialista e colunista foi operado às pressas, com a cirurgia tento terminado por volta das 22h de sábado. Os médicos consultados disseram que se trata de um caso grave, que vai depender muito da resposta do organismo.

Informações médicas dizem que depende muito do organismo as consequências de um acidente desse tipo. Mesmo com o sangramento, pode não ficar sequelas e o paciente retornar à vida normal.

Todavia, os médicos preferem manter o coma induzido para que o organismo descanse e possa se recuperar.



Artigos Relacionados