​Um Sapato pelo Brasil resgatou importância social do produto nacional

A campanha foi um sucesso já que uniu concorrentes em prol de uma mesma causa

Postado em: em Indústria

Quarto maior mercado consumidor de calçados do mundo, o varejo brasileiro do setor, assim como todos os demais setores econômicos, está sofrendo os efeitos do novo coronavírus

O setor calçadista, tradicional e importante para a economia brasileira, que gera diretamente mais de 270 mil postos de trabalho e produz mais de 900 milhões de pares de calçados anualmente (4º maior do planeta) promoveu, nos últimos dias de agosto, o movimento Um Sapato Pelo Brasil. 

No período, 150 das principais marcas brasileiras de calçados realizaram ações sincronizadas nas redes sociais com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre a importância do setor para o País, e sobretudo da importância de se consumir calçados produzidos no Brasil, que significam emprego, renda e desenvolvimento.

Conforme relatório da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), estima-se que foram mais de 4 milhões de impressões nas redes sociais das marcas participantes, 325 mil curtidas e 11 mil comentários entre os dias 24 e 27 de agosto. 

“A campanha foi um sucesso, uniu concorrentes em prol de uma mesma causa, com um alcance de mais de 3,5 milhões de usuários na redes sociais. Os feedbacks foram muito positivos e acredito que tenha sido plantada uma semente importante neste momento histórico: a união”, avalia a coordenadora de Promoção de Imagem da Abicalçados, Alice Rodrigues.

Ela ressaltou que o movimento partiu das próprias marcas, que ao final ainda concederam descontos coletivos de até 20% para produtos comprados nos seus comércios eletrônicos.

Uma das marcas participantes foi a calçadista Bischoff Group, produtora de calçados das marcas Jorge Bischoff e Loucos & Santos. 

A diretora de Branding & Negócios da empresa, Natália Bischoff, aponta que a iniciativa foi de grande significado para a valorização do sapato brasileiro.

“Foi só o primeiro passo. É fundamental que esse movimento tenha continuidade, pela força social e econômica do setor”, destaca. 

Segundo ela, cada vez mais é importante a criação de ações conjuntas que fortaleçam a marca “sapato do Brasil”, que é reconhecido mundialmente por qualidade, conforto e design.

Consumidores aprovaram

Quarto maior mercado consumidor de calçados do mundo, o varejo brasileiro do setor, assim como todos os demais setores econômicos, está sofrendo os efeitos do novo coronavírus. 

Por outro lado, o movimento Um Sapato pelo Brasil ajudou a resgatar a importância de se consumir calçados produzidos em território nacional, como forma de gerar emprego, renda e desenvolvimento para todos os brasileiros. E a percepção foi positiva.

Rafael Martinez (35), empresário residente em São Paulo/SP, reconhece que sempre foi muito exigente na compra de sapatos e que tinha a falsa ideia de que os importados eram de melhor qualidade.

“A campanha me alertou para o potencial da indústria brasileira, não só pela qualidade, mas também pela função social que ela exerce, gerando emprego e renda, favorecendo a economia do nosso País”, contou. 


Artigos Relacionados