Símbolo de perseverança, amor, dedicação e muito trabalho por Franca

Não bastasse a dedicação à saúde dos francanos, Lancha Filho se engajou na política e muito fez pela cidade.

Postado em: em Falecimentos


A morte do médico José Lancha Filho abalou a comunidade francana, que deve muito a um prefeito idealista, criativo e de cujas iniciativas dependeu o crescimento de Franca.

Numa época que a cidade ainda não tinha nem 90 mil habitantes, Lancha Filho criou a Francal, feira que ajudou a dinamizar a economia calçadista da cidade.

Foi no seu governo que o Estádio Lancha Filho foi construído no prazo de apenas 83 dias, com o envolvimento de toda a comunidade francana.

Seu velório está ocorrendo na Câmara Municipal de Franca e o sepultamento se dará neste domingo, no Cemitério Jardins das Oliveiras.

Um homem à frente do seu tempo

Há 88 anos, nascia em Brotas, interior de São Paulo, José Lancha Filho, em plena saudação ao Domingo de Ramos. 

Com uma entrada triunfal pela vida, determinou Franca como a cidade escolhida para deixar o seu legado.

Formado na primeira turma de Medicina pela USP de Ribeirão Preto, José Lancha contabiliza mais de 60 anos dispensados aos cuidados na área da saúde, e sempre foi enfático ao falar do privilégio de ter de seus pacientes a confiança de suas vidas. 

Seus primeiros atendimentos médicos ocorreram na área Pediátrica, em uma extinta clínica chamada Clínica Infantil Nossa Senhora da Conceição. 

Isso pouco antes da década de 60. De lá para cá, suas mãos incansáveis não pararam de curar. 

Da pediatria ao tratamento da tuberculose, com o também extinto Dispensário de Tuberculose, José Lancha estendeu o atendimento para 22 cidades da região.

Nos anos seguintes, o médico participou da construção e criação do Hospital Regional e integrou o corpo clínico da Unimed.

Desde o segundo ano da faculdade, o estudante já despertava o interesse pela Dermatologia, frequentando assiduamente o Dispensário de Lepra de Ribeirão Preto, munindo-se de conhecimento e visão clara dessa especialidade. Um bem percebido claramente por todos os seus pacientes. 

E quem passou pelo atendimento acolhedor de José Lancha Filho, sempre disse que ele não estava ali apenas por uma carreira, mas em busca do bem maior de seus pacientes, a saúde.

“Ouço as queixas e procuro melhorar a atenção dispensada a eles”, disse certa feita o médico, acrescentando que enquanto tivesse boa saúde pretendia prosseguir no ofício que escolheu há 62 anos e o qual abraçava  todos os dias com a mesma alegria e dedicação do início da carreira.

“O reconhecimento é o que mais me agrada, receber uma saudação cheia de felicidade é minha motivação”, dizia o médico, que comungava com seus pacientes os momentos de angústia e prazer. Era sempre um ser solidário.

O engajamento político

Não bastasse a dedicação à saúde dos francanos, José Lancha Filho se engajou na política e muito fez pela cidade.

Foi vereador por três mandatos – em 1962, inclusive, foi o segundo mais votado - e prefeito de 69 a 72, deixando um grande legado em obras e benfeitorias. 

E nesse período, com o incentivo ao setor calçadista na implantação da Francal - Feira Internacional de Moda em Calçados e Acessórios, que a cidade viu seu número populacional triplicar. 

Por tudo isso, recebeu várias homenagens e uma delas foi a denominação do Estádio de Futebol “José Lancha Filho, o Lanchão”.

Casado com Ísis, José Lancha teve os filhos Flávia, empresária agrícola; Fernanda, que atuava ao lado do pai em seu consultório há mais de 20 anos; e Pedro José, advogado.

De jeito simples e olhar atento, José Lancha foi um filho e pai exemplar. 

Muito agradecido pelo acolhimento de sua cidade do coração, o médico escreveu uma bela história na medicina, na política e na evolução espiritual e social de seu povo. 

“Meu único projeto é continuar a minha trajetória enquanto tiver saúde e disposição. Não me sinto realizado porque tenho dentro de mim o conceito de que o ser humano tem que buscar todos os dias fazer mais e fazer melhor”, afirmou certa vez. 

E foi assim, com a experiência de quem sabe que a vida deve ser celebrada todos os dias, que José Lancha Filho seguiu sua jornada, com a certeza de cumprir bem o seu papel de cidadão, médico, marido, pai, avô e amigo.


Artigos Relacionados