Servidores defendem o fim da indicação política para os diretores de escolas da rede

Petição online já foi assinada por 135 servidores e objetivo é alcançar pelo menos 200 assinaturas

Postado em: em Política

​Um grupo de servidores públicos municipais de Franca criou uma petição via internet para repudiar a indicação política dos diretores de escolas e apoiar o preenchimento das vagas deste importante cargo por meio de concurso público.

Com a determinação do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo de que 225 comissionados sejam exonerados da administração Municipal de Franca, 40 diretores nomeados pelo prefeito Gilson de Souza terão que ser demitidos.

A partir de então os servidores querem que, seguindo a recomendação do tribunal para a extinção dos cargos, seja realizado um concurso público para o preenchimento de todas as vagas de diretores das escolas municipais de Franca.

O ex-presidente da Câmara dos Vereadores Marco Garcia também se manifestou a respeito do assunto. 

Ele disse que no seu entendimento poderiam ser criadas funções gratificadas a serem preenchidas exclusivamente por professores da rede municipal, o que economizaria recursos públicos e prestigiaria os servidores de carreira.

A resistência do prefeito em realizar um concurso para a contratação de diretores estaria no fato que, sendo comissionados, os diretores podem vir a ser importantes cabos eleitorais para o próprio Gilson e seus indicados políticos, como o seu filho Gilsinho e o seu irmão Nirley.

Segue o endereço da petição, que é aberta à participação popular: https://secure.avaaz.org/po/petition/Funcionarios_...


Artigos Relacionados