Prefeitura de Franca pode criar cartão-alimentação emergencial na pandemia

Projeto será enviado a Câmara Municipal para atender pessoas no complemento da cesta básica

Postado em: em Cotidiano

A Frente Parlamentar da Câmara Municipal de Franca já iniciou suas atividades após sua criação, no último dia 21.  

A Frente fiscaliza o uso das verbas estaduais e federais no combate ao covid-19. E uma das novidades passadas aos membros da comissão pela secretária de Ação Social, Eliete Neves, é a criação do cartão alimentação emergencial. 

Na primeira reunião, os vereadores-membros Donizete Mercúrio, Tonny Hil e Ilton Ferreira se encontraram com a secretária municipal, Eliete Neves, para obter dados atualizados sobre as medidas adotadas pela pasta no enfrentamento à pandemia.

Durante a reunião, Eliete informou que a Prefeitura já distribuiu cinco mil cestas básicas para famílias já acompanhadas pelos CRASs (Centros de Referência de Assistência Social), priorizando famílias mais numerosas, com idosos, com pessoas adoecidas, com alguma deficiência e/ou acamadas, e famílias sem fonte de renda. 

O Poder Executivo também firmou contrato com uma empresa de Franca para a disponibilização de mil cestas, mas, até o momento, apenas 250 foram entregues. 

Por meio de licitação, serão adquiridas mais duas mil cestas em breve.

Outra providência da Ação Social do município será a criação de um cartão-alimentação emergencial, que poderá ser utilizado para as famílias comprarem outros alimentos que não vêm nas cestas básicas. 

A medida ainda está em fase de desenvolvimento pela Prefeitura. Ilton forneceu mais detalhes sobre a implantação do cartão.

“Nós nos colocamos à disposição [do Poder Executivo]. Assim que esse projeto chegar na Câmara, nós iremos aprová-lo em regime de urgência, para que a população de Franca não passe por uma situação mais complicada do que a causada pela pandemia”.

O presidente também divulgou algumas das incumbências da frente parlamentar para a semana que vem, que incluem uma reunião com o secretário municipal de Saúde, José Conrado Netto:

“Queremos saber a respeito dos testes de covid-19, especificamente quantos vieram, quantas pessoas já foram testadas e quais os procedimentos que a Secretaria de Saúde está adotando para a aplicação desses testes junto à comunidade francana". 

"Também protocolaremos um Requerimento convocando a presença imediata da secretária municipal de Finanças, Tânia Bertholino, na sessão da Câmara, para que ela nos explique qual a situação das verbas vindo da União e do governo estadual e como esse dinheiro está sendo gasto para combater o coronavírus”.


Artigos Relacionados