Preenchimentos ou Fillers - o que você precisa saber sobre!

Postado em: - Atualizado em:

Preenchimentos ou Fillers.

O que é um filler?

São substâncias, naturais ou sintéticas, biocompatíveis com o tecido humano, que são injetadas na pele e subcutâneo com o objetivo de aumentar o volume da região aplicada.  

Que tipo de material pode ser usado como filler?

Atualmente existem várias classes de substâncias que preenchem os requisitos necessários, exigidos pelas Agências de Saúde do Brasil e do mundo, para serem aplicadas na pele, que são: ser inerte, inócuo, biocompatível, estéril, apirogênico, hipoalergênico, não cancerígeno.

Existem inúmeras caraterísticas fisico-químicas que diferenciam os fillers uns dos outros e que influenciam na escolha de qual produto utilizar para cada região que se deseja preencher : 

Durabilidade - podem ser definitivos (metacrilato, silicone) ou absorvíveis (gordura, ácido hialurônico, caprolactona, ácido polilático).

Mecanismo de ação - ter resultado imediato, pelo volume aplicado; ou resultado mais a longo prazo, por incorporação de água no produto, bioestimulacão e aumento de colágeno.

Forma física dos produtos:

Pó - necessita ser diluído em água destilada ou soro para ser aplicado (sculptra); 

Liquido/pastosos (silicone, metacrilato, radiesse); 

Gel transparente (ácido hialurônico); Fios - de PDO e acido polilático; 

Encapsulados (próteses silicone - também consideradas como um tipo de preenchimento).

Origem dos produtos: Autólogos (originados da própria pessoa ) - Exemplo:  gordura, PRF; Heterólogos - todos os industrializados. 

Características desejadas dos Fillers: boa durabilidade, custo acessível, facilidade de aplicação e armazenamento.

Voltaremos ao tema na próxima postagem.


Artigos Relacionados