Prainha de Rifaina volta a ter queima de fogos para a chegada de 2019

Foguetório deixou de ser feito há 4 anos na cidade – secretaria de Turismo espera cinco mil pessoas na orla

Postado em: em Cidades

A prainha de Rifaina é destino de muitos turistas da região para passar as festas de fim de ano. Para a chegada de 2019, a Prefeitura resgatou a famosa queima de fogos, que havia deixado de ser realizada há quatro anos devido à falta de recursos municipais.

Serão oito minutos de fogos no céu da orla. Segundo o secretário de Turismo Cláudio Masson, a expectativa é de que cinco mil pessoas passem a virada do novo ano nos quiosques e na praia, mil a mais do que no ano passado.

Para receber os turistas, a Prefeitura reforçou o número de guarda-vidas: serão nove a mais do que nos dias comuns para impedir acidentes e possíveis afogamentos.

Segundo o guarda-vidas Nilton Cardoso dos Santos, as pessoas devem evitar ingerir bebida alcóolica e entrar na água. “O maior problema é a bebida alcóolica mesmo, onde o pessoal abusa um pouco e a gente está aqui para ajudar a todos.”

Um decreto da Prefeitura proíbe a venda e o consumo de bebidas alcóolicas em garrafas e frascos de vidro nas ruas e na orla da prainha de Rifaina. A medida é válida de 31 de dezembro a 1º de janeiro, período em que a região fica mais movimentada.

Ela também veda o uso de churrasqueiras nas calçadas próximas à água. O uso de caixas de som que não sejam dos quiosques ou de exclusividade de shows também são proibidos.

O guarda-vidas reforça ainda o cuidado que os pais devem ter com as crianças durante essa época. Nadar no raso e de boia são medidas que podem evitar situações de risco.


Artigos Relacionados