PMs compram alimentos para idoso que só tinha banana e chá em casa

Homem disse venderia bicicleta para comprar comida, mas ela foi furtada; policiais se comoveram com a situação

Postado em: em Cotidiano

Mário Monteiro de Souza com os alimentos, entre os policiais que o ajudaram

Um idoso de 64 anos teve a bicicleta furtada em Eldorado, no interior de São Paulo. Após o ocorrido, ele procurou a Polícia Militar e contou que iria vender a bicicleta, pois não tinha o que comer em casa, e chorou devido à situação que estava vivendo. Os policiais que atenderam a ocorrência, os cabos Elder, de 40 anos, e Gottardo, de 31, ficaram comovidos e doaram alimentos à família.

O crime ocorreu no último domingo (9). O aposentado Mário Monteiro de Souza teve a bicicleta furtada de sua residência e, na segunda-feira (10), foi até a Delegacia Sede da cidade para registrar a ocorrência.

"Como a delegacia é quase junto com a nossa base, ele subiu aqui e passou algumas informações também para nós a respeito da bicicleta, informando que já tinha feito o boletim. Com base nisso, começamos a fazer patrulhamento para tentar encontrar a bicicleta, porém, não localizamos", diz o cabo Elder.

Os policiais foram até a casa da vítima para pegar um número de contato, caso encontrassem a bicicleta nos próximos dias. "Nessa ida à casa dele, ele até chorou, disse que venderia a bicicleta naquela segunda, porque estava sem ter o que comer em casa. Não tinha nada para comer lá. Quando entramos para tomar água, ele disse que só tinha banana e chá para nos oferecer, e não tinha nem açúcar. Aquilo mexeu com a gente, pais de família, então, fomos ao mercado e compramos alimentos para ele", relata.

Os policiais, então, entregaram a cesta ao idoso. "Foi um simples ato que acabou repercutindo nas redes sociais em todo o estado. Ele nos agradeceu e até chorou por receber os alimentos. Achamos muito importante sempre que conseguimos ajudar ao próximo", relata.

A repercussão não era esperada pelos policiais militares, que ficaram bastante surpreendidos com as milhares de curtidas e comentários na foto que mostrava a ação. 

"A repercussão foi muito positiva e rápida, coloquei nas redes sociais da minha esposa e na minha, e chegou até outros policiais militares, incluindo um capitão e um comandante, que também compartilharam o que fizemos". Uma das publicações chegou a mais de 11 mil curtidas e 700 compartilhamentos.

"Eles me ajudaram bastante, essa bicicleta já estava vendida e o furto me atrapalhou em tudo. Eles me ajudaram muito, graças a Deus. Todos da família ficaram emocionados quando eles chegaram com a cesta. Agora, estamos mais felizes e devagarzinho vamos conquistando as coisas. Sou muito grato aos PMs e não sei nem como descrever em palavras o que senti, porque no momento em que mais precisei eles ajudaram, e sem esperar nada em troca", diz o aposentado.


Artigos Relacionados