Parceria da ​FEAPAES-SP com Unicamp sai em revista científica britânica

Pesquisa da Unicamp que tem a FEAPAES-SP como parceira é destaque em revista científica britanica

Postado em: em Inclusão

A Federação das APAES do Estado de São Paulo (FEAPAEs-SP) tem entre seus objetivos, apoiar pesquisas que visam a qualidade de vida da pessoa com deficiência. 

Diante disso, desde 2011 possui uma importante parceria com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que permitiu, em 2018, a participação de 300 usuários de APAES paulistas na pesquisa Padrões e Determinantes e Composição Corporal em Indivíduos com Deficiência Intelectual.

O projeto de pós-doutorado do professor de educação física, Fabio Bertapelli – fomentado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, a FAPESP - teve a participação do coordenador de educação física, desporto e lazer da FEAPAES-SP, Roberto Soares, e foi destaque na revista cientifica Journal Of Intellectual Disability Research

O objetivo geral da pesquisa na sua primeira fase foi avaliar os padrões e determinantes de crescimento e obesidade em mostra populacional de crianças e adolescentes com DI do estado de São Paulo. 

Na fase dois da pesquisa, o intuito foi avaliar a composição corporal em jovens com DI do estado de São Paulo.

"A FEAPAES-SP considera pauta de alta prioridade o apoio a pesquisas científicas, missão essa que cabe não apenas aos governos, mas também as instituições e iniciativa privadas. Somente a partir do incentivo a comunidade cientifica é que obteremos os melhores resultados de impacto social", destaca a presidente da FEAPAES-SP, Cristiany de Castro.  

A parceria

A parceria da Federação das APAES do Estado de São Paulo com o Centro de Investigação em Pediatria, da Universidade Estadual de Campinas, foi iniciada em 2011 com a participação de 48 APAES do estado.

As entidades colaboram com informações de medidas e anamnese da área de Educação Física, para o desenvolvimento de curvas de crescimento (peso, estatura, perímetro cefálico e IMC) para população brasileira, na faixa etária de zero a 20 anos, de ambos os sexos, com Síndrome de Down. 

A parceria cresceu e a FEAPAES.SP com o suporte científico do Centro de Investigação em Pediatria (Unicamp) construiu de 2012 a 2014, por meio do Colegiado de Esporte e Cultura da FEAPAES.SP, o método de avaliação física APAE Qualidade de Vida e Saúde, que padroniza nas APAES do Brasil a coleta de dados com fundamentação científica. 

E em agosto de 2018, o professor e pesquisador, Fabio Bertapelli formalizou o interesse em seu curso de pós-doutorado utilizar as informações do projeto APAE Qualidade de Vida e Saúde para análise de resultados, através das fichas de avaliação, e concomitantemente apresentou o projeto de pesquisa denominado Padrões e Determinantes e Composição Corporal em Indivíduos com Deficiência Intelectual.


Artigos Relacionados