Parceria auxilia a cadeia de produtores de leite do Estado de São Paulo

Cooperativas e laticínios vão poder vender, em caráter temporário, para empresas maiores

Postado em: em Agronegócios

Uma notícia positiva para os integrantes da cadeia produtiva. Ela veio da Associação Brasileira de Produtores de Leite (Abraleite),

Uma ação conjunta com o Ministério da Agricultura, permitiu a autorização, excepcionalmente, para que os estabelecimentos que têm a marca do Serviço de Inspeção Federal (SIF) recebam o item de estabelecimentos menores que atuam localmente.

É o caso daqueles que tem SIM (Serviço de Inspeção Municipal) e/ou SIE (Serviço de Inspeção Estadual) emitido pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento, via Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA).

Segundo comunicado divulgado pela Abraleite, a medida vai viabilizar que cooperativas e laticínios de pequeno porte possam vender, em caráter temporário, para laticínios maiores, que estão aptos a produzir lácteos de maior prazo de validade. 

A Abraleite diz existirem dificuldades pontuais em algumas regiões, produtores de queijos artesanais e laticínios pequenos e médios que ofertam lácteos perecíveis e tiveram as vendas em restaurantes, bares e similares praticamente suspensas.

Esse também é o caso das cidades turísticas praticamente vazias em função do isolamento imposto pela pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

“Com essa medida, está sendo possível resolver o problema de milhares de pequenos produtores, pois, apesar do pequeno volume, eles representam muitas famílias que dependem dessa atividade". 

"No Estado de São Paulo e nos estados do Sul do Brasil, esse problema até é menor, porém no Nordeste a situação é mais grave e com essa medida conseguimos resolver o problema no Brasil inteiro”, afirma o vice-presidente da Abraleite, Roberto Jank.



Artigos Relacionados