Mulheres do Brasil inscreve para curso gratuito sobre história e cultura africana

Aulas começam dia 4 de agosto e serão ministradas em parceria com a Unesp Franca e Diretoria de Ensino

Postado em: em Educação

Uma das causas do Grupo Mulheres do Brasil Núcleo de Franca, iniciado em 2016, é a promoção da igualdade racial. Tendo como um de seus princípios inegociáveis “não reinventar a roda”, o grupo que trabalha por essa causa iniciou um mapeamento para conhecer a realidade da aplicação da Lei nº 10.639/2003 na cidade de Franca.

Nessa busca, o grupo conheceu e entrou em contato com a professora Marley de Fátima Morais Borges, que cursou seu mestrado entre 2014 e 2016 no Programa de pós-graduação em Planejamento e Análise de Políticas Públicas UNESP/ Franca e defendeu seu título em 07/03/2016, com a dissertação “O ENSINO DE HISTÓRIA, CULTURA AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA NA PERSPECTIVA DA LEI Nº 10.639/2003: análise de políticas públicas na EE. Hélio Palermo, cidade de Franca SP”.

Dentre os dados fornecidos pela pesquisa aparecem questões que são entrave para a realização de ações afirmativas de aplicação da Lei, dentre as quais está resistência de professores em trabalhar com a temática étnico-raciais, principalmente por falta de segurança e conhecimento do tema, o que motivou no Grupo Mulheres do Brasil Núcleo de Franca, a proposta de um projeto de intervenção visando a formação de professores para que se sintam seguros para trabalhar os temas constantes das “Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Étnico-raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana”, o que contou com o apoio imediato da Diretora Regional de Ensino, Maria Luiza Franco e da UNESP Franca, assim que contactada.

Após um ano de estudos para viabilização deste projeto inédito, a formatação resultou em um curso de formação e capacitação que será ministrado por docentes da UNESP, desenvolvido de forma teórico-prática, atendendo exclusivamente servidores em exercício do Quadro do Magistério da Rede Estadual de Ensino (professores e gestores), das cidades abrangidas pela Diretoria Regional de Ensino de Franca, com certificado expedido pela EFAP - Escola de Formação da rede e poderá ser usado para evolução funcional.

Esta primeira edição do curso será desenvolvida de 4 de agosto a 29 de setembro, em 8 encontros aos sábados das 8 às 12 horas, na UNESP Franca, através da parceria tríplice do Grupo Mulheres do Brasil Núcleo Franca, Diretoria Regional de Ensino de Franca e Universidade Paulista “Júlio de Mesquita Filho” UNESP/ Franca, com apoio do Comdecon - Conselho Municipal da Comunidade Negra de Franca.

O curso é totalmente gratuito será ministrado para 80 pessoas, sendo 50 vagas para professores da rede, 20 vagas para comunidade, 10 para o Grupo Mulheres do Brasil e 10 para o Comdecom. As Inscrições estão abertas até 31 de julho, na Diretoria de Ensino, que fica na rua Benedito Maníglia 200, na Vila Chico Julio, em Franca.

MAIS INFORMAÇÕES

Coordenadora do Projeto: Marley Morais Borges - 16 99158-6844

Grupo Mulheres do Brasil: Josiane Barbosa - 16 98174-9770

Comdecon: Mariana Coelho Rosa - 16 99215-6603

Diretoria de Ensino: Maria Luiza Franco - 16 99261-3252

CORPO DOCENTE

Agnaldo de Sousa Barbosa (coordenador do Mestrado que deu origem ao projeto)

Livre-Docente em Sociologia pela UNESP e atualmente coordenador do Programa de Pós-Graduação em Planejamento e Análise de Políticas Públicas (Mestrado Profissional Interdisciplinar) da UNESP em Franca, onde é Professor de Sociologia do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social.

Marley de Fátima Morais Borges (uma das organizadoras do curso)

Mestra em Planejamento e Análise de Políticas Públicas pela Unesp- Franca (2016). Licenciada em História também pela Unesp- Franca, (1984). Licenciada em Pedagogia pela Universidade Federal de São Carlos UFSCar, (2013). Lato Sensu em Estudos Culturais Afro-Brasileiros e Africanidades pela UFSCar, (2007). Ministrou aulas de História, como titular de cargo na educação básica por vinte e sete anos junto a Secretaria Estadual de Educação de São Paulo, atualmente é Professora de História e Filosofia na rede particular de ensino em Franca SP.

Dagoberto José Fonseca

Possui graduação em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1987), mestrado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1994), doutorado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2000), pós-doutorado em Educação pela Universidade de Campinas (2009) e Livre Docente em Antropologia Brasileira pela Faculdade de Ciências e Letras-UNESP-Campus de Araraquara (2014). Atualmente é docente da Faculdade de Ciências e Letras - UNESP, Departamento de Antropologia, Política e Filosofia, Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais - Campus de Araraquara.

Marcelo Gallo

Possui Bacharelado em Serviço Social pela Faculdade de Mauá (2006), mestrado e doutorado em Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social PUC/SP pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2009 e 2013 respectivamente). Pós-doutorado no Programa de Estudos Pós Graduados em Serviço Social da Universidade Federal da Paraíba (2014). Pós-doutorado na École des Haustes Etudes en Sciences Sociales - Paris (2015). Pós-doutorado em andamento Pós-doutorado na École des Haustes Etudes en Sciences Sociales - Paris (2016-2019). Pesquisador do NEPSAS - Núcleo de Estudos e Pesquisa em Seguridade e Assistência Social do Programa de Estudos Pós-graduados em Serviço Social da PUC-SP, Pesquisador do Grupo de Pesquisa Teoria Social de Marx e Serviço Social, da UNESP-SP. Professor da Universidade Estadual de São Paulo Júlio de Mesquita Filho - UNESP, nos cursos de Serviço Social e de Relações Internacionais

Márcia Pereira da Silva

Possui graduação (1995) e mestrado (1998) em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e doutorado em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (2005), na área de culturas políticas. É professora de História Contemporânea do Curso de História da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais - Unesp - Campus de Franca, docente e orientadora do Programa de Pós-Graduação em História na mesma instituição

Ricardo Alexandre Ferreira

Ricardo Alexandre Ferreira é Livre-Docente em História Moderna pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Desenvolve atividades de pesquisa relacionadas à escravidão africana e à construção do Estado Moderno nas porções lusas da Península Ibérica e da América, entre os séculos XVII e XIX.


Artigos Relacionados