Morador faz denuncia de queimada nas margens da estrada para Claraval. Veja

As queimadas são proibidas por lei e ainda provocam doenças que levam inúmeras pessoas aos hospitais

Postado em: - Atualizado em: em Meio Ambiente

​​Um morador do Parque do Mirante, condomínio de chácaras na estrada Tancredo Neves, entre Franca e Claraval, enviou um denúncia com fotos ao Jornal da Franca.

Segundo Renato Viana Albarral, na tarde desta terça-feira, quando se dirigia no sentido Claraval, assistiu a uma queimada de vasta área às margens da estrada, com uma imensa nuvem de fumaça, que se espalha em todas as direções.

Ele fotografou a destruição e pediu providências para as autoridades, uma vez que as queimadas estão proibidas por lei, com altas penalidades.

Não só por isso, as fumaças geradas pelas queimadas provocam doenças respiratórias, levando muitas pessoas às unidades de saúde, numa época particularmente difícil por causa do coronavírus.

Segundo a legislação, provocar queimadas é crime ambiental punido com até quatro anos de reclusão e ainda pagamento de multa.

A penalidade é válida tanto para grandes queimadas, para desmatamento, como para pequenas queimadas.

As queimadas costumam acontecer num período definido, que começa agora em julho e vão até o meio da primavera, afetando principalmente a área de cerrado.

As queimadas têm ligação com o tempo seco, mas o pico de queimadas ocorre com defasagem em relação ao período mais seco do ano, principalmente entre julho e agosto.

O cerrado é mais afetado, primeiro por sua extensão, segundo por ser composto por áreas extremamente secas.


Artigos Relacionados