Mais de 100 pacientes do Hospital Allan Kardec devem deixar internação em Franca

Processo faz parte de mudanças exigidas pelo governo federal sobre o modelo de hospital psiquiátrico

Postado em: em Política

O vereador Pastor Otávio Pinheiro (PTB), em seu discurso na Tribuna da Câmara Municipal na última terça-feira, 20 de agosto, informou que 104 pacientes do Hospital Psiquiátrico Allan Kardec irão iniciar em breve um processo de “desinternação”. Com isso, eles vão ser transferidos para residências inclusivas, onde terão atendimento de saúde e acompanhamento 24 horas por dia.

“O governo federal não quer mais esse modelo de hospital psiquiátrico que existe em Franca. Temos a informação de que o Allan Kardec não irá fechar as portas, mas terá que demitir vários funcionários. Alguns deles serão aproveitados nas residências inclusivas”, afirmou. O parlamentar sugeriu que o governo municipal utilizasse o prédio do Hospital Allan Kardec para servir de sede do Hospital das Clínicas. O assunto está sendo analisado pelo Poder Executivo.

Por fim, Pastor Otávio explicou que esteve em São Paulo recentemente, onde se reuniu com o chefe de gabinete da Secretaria Estadual de Saúde, José Henrique Germann Ferreira. Durante o encontro, o vereador disse que havia 250 pacientes francanos aguardando extração de pedras nos rins e, destes, 75 também precisam retirar seus cateteres. Pastor Otávio, então, solicitou ao governo estadual mais agilidade na realização dos procedimentos.


Artigos Relacionados