Gilson de Souza reúne com comissionados e anuncia a exoneração imediata

A Prefeitura está publicando ainda nesta noite, 18 de fevereiro, uma edição extra do Diário Oficial

Postado em: em Política

​O prefeito Gilson de Souza convocou de forma extraordinária, na tarde desta terça-feira, os 96 comissionados que eram alvos de denúncias do Ministério Público junto ao Tribunal de Justiça, pois a contratação estava de maneira irregular, segundo o entendimento da Promotoria, com a mesma decisão do Tribunal de Justiça.

O prefeito Gilson de Souza em um discurso simples e rápido, no auditório da Secretaria Municipal de Educação, agradeceu a participação e a contribuição de todos os comissionados em prol ao desenvolvimento e também da cidade.

E falou que a exoneração seria publicada através do Diário Oficial do município, numa edição extraordinária ainda nesta terça-feira.

Emocionado, Gilson disse aos comissionados: "Vocês exerceram um bom trabalho... Farão falta. 104 desempregados a mais. Quantas pessoas? Sinto muito... Poderia ter tido um final, um desfecho, em que houvesse adequação. Sinto muito por Ttodos vocês. Vamos aguardar os próximos passos. E vamos lutar para que os próximos usem a mesma régua com que mediram vocês".

Às 19h30 desta terça-feira, a Coordenadoria de Comunicação da Prefeitura divulgou um comunicado sucinto. "A Prefeitura de Franca informa que foi notificada nesta terça-feira, 18 de fevereiro, sobre o inteiro teor do Acórdão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, em relação aos cargos comissionados, por meio da certidão de publicação".

Gilson de Souza durante a reunião em que comunicou os comissionados sobre a exoneração

"Assim sendo, a Administração Municipal comunica que publica, na presente data, edição extra do Diário Oficial com as exonerações dos comissionados de acordo com a determinação judicial".

Informações ligadas ao gabinete do prefeito Gilson de Souza dão conta de que, através de uma reunião com procuradores e advogados da Prefeitura, Gilson de Souza solicitou a elaboração de um novo projeto.

Segundo quem acompanha o assunto, o prefeito quer um projeto com toda estrutura legal, que seja enviado para a Câmara Municipal ,de forma a cumprir as normas e práticas dentro da lei para preencher os referidos cargos em curto espaço de tempo.

A observação feita pelos secretários é que alguns setores serão prejudicados e um deles é a saúde, que tem cargos comissionados. Outros setores vão precisar se adaptar à situação até que o projeto seja preparado e votado.


Artigos Relacionados