​Gaeco e Promotoria de Miguelópolis obtêm R$ 250 mil para aplicar na saúde

Recursos financeiros provêm de colaboração premiada no âmbito da Operação Carta Branca

Postado em: em Justiça

Tendo em vista a pandemia provocada pela covid-19, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em conjunto com a Promotoria de Justiça local, obtiveram autorização judicial para a liberação de R$ 250 mil para a saúde pública do município de Miguelópolis.

Decorrentes de acordos de colaboração premiada firmados com alguns réus da operação Cartas em Branco, os recursos serão aplicados exclusivamente na compra de produtos e serviços que auxiliem no combate ao vírus.

Nesta lista se inclui a aquisição de equipamentos de proteção individual para os profissionais de saúde, incluindo médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares que tratam com pacientes.

Deflagrada em abril de 2016, a Cartas em Branco desmantelou uma organização criminosa instalada na Prefeitura de Miguelópolis, responsável por fraudes em dezenas de licitações, que desviram dinheiro público em prejuizo da população.


Artigos Relacionados