​FEAPAES-SP realiza a 1ª Jornada da Assistência Social com 300 inscritos

A Federação realiza todos os anos grandes encontros com foco em uma área de atuação das APAES.

Postado em: em Inclusão

​A Federação das APAES do Estado de São Paulo (FEAPAES-SP) realizou a 1ª Jornada da Assistência Social, no Hotel Nacional Inn, em Campinas (SP).

O evento possibilitou ao público que representou cerca de 300 inscritos um momento de capacitação e troca de saberes sobre a Política de Assistência Social e a importância da participação social das pessoas com deficiência e suas famílias.

Feliz com o resultado do evento, a presidente Cristiany de Castro, que também é secretária executiva da Frente Parlamentar Mista em Defesa das Apaes, disse que a Federação realiza todos os anos grandes encontros com foco em uma área de atuação das APAES.

“Em 2017 o tema foi saúde, em 2018 educação e neste ano de 2019, assistência social”, disse ela.

Para Cristiany de Castro, tratou-se de um momento único de capacitação e troca de experiência. “A jornada abordou temas relevantes no que tange o contexto da assistência social nas APAES e nas demais instituições”.

Para ela, trata-se de uma importante ferramenta para o aprimoramento do conhecimento dos profissionais e também das famílias É extremamente importante que os profissionais se atualizem por meio de capacitações.    

O evento foi aberto para trabalhadores do Sistema Único da Assistência Social (SUAS), colaboradores, presidentes e diretores das APAEs, famílias, autodefensores, Organizações da Sociedade Civil (OSC) que atuam na defesa dos direitos das pessoas com deficiência, pesquisadores, estudantes e demais profissionais interessados no tema.

Palestras

Passaram pela jornada, nos dois dias de evento, profissionais renomados da área da assistência social.

Entre eles, Ada Bragion Camolesi, docente na área desde 1994 e coordenadora do curso de serviço social da Faculdade Santa Lúcia, que ministrou a palestra A gestão da Política de Assistência Social: o trabalho das APAES no estado de São Paulo. 

Antônio Cláudio da Costa Machado, mestre e doutor em direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) também contribuiu com o evento falando sobre Estado de direito, democracia e direitos humanos.   

Além deles, outros palestrantes com grande experiência no movimento apaeano estiveram no evento.

Dia 24 de outubro, às 9h30, Ada Bragion Camolesi abordou o tema A gestão da Política de Assistência Social: o trabalho das APAEs no estado de São Paulo.

Às 10h30, Deusina Lopes da Cruz falou sobre A Política de Assistência Social: os serviços para as pessoas com deficiência

Deusina Lopes da Cruz é assistente no DPSE/SNAS/Ministério da Cidadania, especialista em políticas públicas de proteção e desenvolvimento social e master Iberoamericano em habilitação e reabilitação da pessoa com deficiência (Universidade de Salamanca/Espanha.

Às 11h30, Alberto Carlos Freitas Alegre, falou sobre Níveis de reconhecimento das entidades no SUAS

O palestrante iniciou carreira pública em 1986, na Fundação Legião Brasileira de Assistência.  Experiência profissional concentrada na área de gestão previdenciária e benefícios. Atuou por dois anos na coordenação-geral do pagamento de benefícios e por dois anos como gerente de projetos do Ministério da Cidadania

Depois do lançamento do Programa da Família, às 13h30, foram realizados vários trabalhos em grupo.

14h – 16h: Trabalho em Eixos:

1º Assistência Social

Ernestina Assunção (Coordenadora de Assistência Social da FEAPAES-SP) e Fernanda Girardi (Coordenadora da área de assistência social na APAE de Batatais e membro do grupo de trabalho da FEAPAES-SP)

2º Autogestão e Autodefensoria

Cátia Teixeira (Coordenadora Estadual de Autogestão e Autodefensoria / Coordenadora Estadual de Defesa de Direitos e Mobilização Social - FEAPAES-SP) e Aline Lima (assistente social e técnica especializada assistência social – FEAPAES/SP

3º A importância da família no movimento apaeano

Moira Sampaio Rocha (Especialista em Educação Especial e Especialista em Tecnologia Assistiva) e Luiza Pinto Coelho (experiência na área de educação especial inclusiva, na gestão financeira e organizacional de diversas APAES no estado de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro).

Também participaram Sirlene Rodrigues de Almeida (Coordenadora Estadual de Família- FEAPAES-SP e Patrícia Regina Dupim (psicóloga e técnica especializada da Saúde - FEAPAES-SP

No reinício da jornada, às 19h: Estado de Direito, democracia e direitos humanos, por Antônio Cláudio da Costa Machado, que é bacharel, mestre e doutor em direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), e professor no curso de mestrado em direitos humanos fundamentais do Centro Universitário FIEO (UNIFIEO)

Às 20h, Apresentação da Campanha Multiplicadores do Bem, com João Ângelo Águila Diniz, publicitário, professor universitário, escritor e diretor da agência King Design. Participou da 4ª edição do Aprendiz.

A programação do dia 25 de outubro foi a seguinte:

8h: Leitura do poema vencedor do Festival Nossa Arte: A borboleta que pousou no meu ombro. Autor: Alex de Oliveira Melo/ APAE de Franca na categoria: artes literárias

8h30 – 9h30: As APAEs enquanto organizações de assistência social, por Eduardo Barbosa, que é deputado federal e médico pediatra pela Universidade Federal de Minas gerais (UFMG). Atua no movimento apaeano desde 1986

9h30 – 9h45: Espaço para perguntas

9h:45 – 10h: intervalo

10h – 11:30 –Roda de Conversa

Com Cristiany de Castro, Eduardo Barbosa, Ernestina Assunção e Cátia Teixeira

11h30 - Encerramento


Artigos Relacionados