Enem 2019: até celular lacrado, se tocar, pode eliminar candidato

Se o aparelho eletrônico emitir qualquer tipo de som, toque ou alarme o participante será eliminado

Postado em: em Educação

O presidente-substituto do Inep, Camilo Mussi, reforçou em uma entrevista um novo item do edital do Enem 2019 que não aparecia nos anteriores. 

Apesar de a organização do exame sempre ter orientado os candidatos a desligarem os celulares e aparelhos eletrônicos ao entrar na sala, não era delimitado o que gerava ou não eliminação quando se tratava do assunto.

Caso o celular tocasse, a pessoa podia ou não ser eliminada, cabia aos aplicadores da prova decidir. Agora, o simples toque do celular, mesmo que dentro do saco plástico, terá caráter eliminatório.

Segundo o representante do Inep, situações similares aconteceram no Encceja (Certificação de Competências de Jovens e Adultos) deste ano e os candidatos acabaram eliminados.

O texto do edital diz: “Se o aparelho eletrônico, ainda que dentro do envelope porta-objetos, emitir qualquer tipo de som, como toque ou alarme, o participante será eliminado do Exame”.

Por isso, a dica é que os estudantes desativem os alarmes do celular (muitos deles tocam até com o aparelho desligado). 

Para garantir, o ideal é que a bateria seja removida e guardada junto com o celular no saco plástico entregue no dia da prova. 

Como cuidado nunca é demais, se o seu celular não tem bateria removível talvez valha considerar deixá-lo em casa no dia da prova!


Artigos Relacionados