​Em Franca, importações crescem 17,51% em 2017, segundo dados da Secex

Bens de Capital tiveram maior influência sobre o resultado, com 68,74% de aumento

Postado em: em Economia

Dados da Secretaria de Comércio Exterior (SECEX) revelam que o município de Franca encerrou o ano de 2017 com um aumento de 17,51% nas importações, em comparação a 2016. 

O principal item da pauta importadora foi Bens de Capital (equipamentos e maquinários), que cresceu 68,74%, saltando de US$ 2,5 mi para US$ 4,3 mi. 

Outro destaque foram os Insumos Industriais, que cresceram 12,21%, indo de US$ 19,8 mi para US$ 21,6 mi.

De acordo com o presidente da ACIF (Associação do Comércio e Indústria de Franca), Dorival Mourão Filho, o resultado é um importante indicador da retomada da economia para o ano de 2018.

"O aumento das importações de maquinários e insumos de produção demonstram, definitivamente, que a retomada econômica está em vigor e segue uma tendência positiva, com investimentos produtivos para os empresários. Fatalmente, isso refletirá em mais empregos e aumento da demanda no setor terciário, influenciado pelo dispêndio das famílias empregadas", afirma Mourão.

"É válido ressaltar que, embora sejam reflexos promissores, o processo produtivo levará alguns anos para se recuperar dos estragos provocados pela recessão. De acordo com especialistas, a expectativa é para que economia volte ao pleno emprego em 2021."

Em contrapartida a este crescimento, os dados da Secretaria apontam queda de 5,27% nas exportações de Franca, refletindo uma desaceleração nas vendas dos produtos francanos no mercado internacional. 

A queda foi percebida com maior intensidade no segundo semestre de 2017, quando as exportações caíram 7,07%.

"Essa queda pode ser explicada por fatores indiretos como, por exemplo, a baixa na demanda exterior, percebida, principalmente, pela diminuição da compra de países como China e Coréia do Sul, importantes importadores. Além disso, fatores diretos, como a queda na taxa média de câmbio - que saiu de R$ 3,27 no 2° semestre de 2016 para 3,21 no mesmo período de 2017 - podem ter influenciado esse resultado", diz Mourão.

Segundo projeções do Instituto de Economia ACIF, as importações em 2018 devem seguir tendência de alta, aumentando 22,45% e fechando esse ano em, aproximadamente, US$ 36,7 mi. 

Já a expectativa para as exportações é de queda de 6,5%, sendo essas projeções influenciadas pelos últimos resultados da Balança Comercial Francana.


Artigos Relacionados