Edital do novo concurso TRT2/SP deve ser lançado ainda no mês de abril

Liberação depende apenas da aprovação da distribuição de vagas e assinatura do contrato com a banca

Postado em: em Trabalho

Boa notícia para quem pretende ingressar no funcionalismo público, na área judiciária. De acordo com informações obtidas junto ao setor de concursos do órgão, o edital do novo concurso público do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT 2ª), com sede na capital paulista, está previsto para ser divulgado ainda no decorrer de abril.

Explicam que o projeto básico do certame já está pronto e atualmente está em análise por parte da presidência do órgão. O documento já indica, inclusive, a oferta de vagas, que já está definida, bem como a distribuição por cargos. Porém, ressaltam que isto somente poderá ser divulgado após a aprovação do documento por parte da presidência. De qualquer forma, já com a definição da oferta de vagas e a escolha da empresa, a tendência é de que a liberação do edital possa ser feita de forma bastante rápida. Isto agora depende de dois pontos: a aprovação do projeto básico, por parte da presidência, e a assinatura do contrato com a banca, que será a Fundação Carlos Chagas.

Também já está certo que a seleção contará com oportunidades para os cargos de técnico judiciário, que pede apenas ensino médio para ingresso, e analista, para quem possui formação de nível superior.

Inicialmente a expectativa era de que o edital contasse com pelo menos 48 vagas, sendo 23 para técnicos e 25 para analistas, de acordo com autorização do Conselho Superior de Justiça do Trabalho (CSJT) para o preenchimento de 83 vagas, sendo 35 no primeiro semestre, por remanescentes do último concurso, realizado em 2013, e 48 para o segundo, para aprovados no próximo certame. Porém, recentemente, o presidente do CSJT, ministro Brito Pereira, autorizou a antecipação das vagas posteriores para que sejam preenchidas ainda no primeiro semestre, também por remanescentes.

 De qualquer forma, isto não significa que a oferta imediata de vagas será menor que as 48 oportunidades que serão preenchidas por remanescentes, tendo em vista que o órgão conta com um déficit de 222 servidores, sendo 123 técnicos e 99 analistas. Com a nomeação de 83 remanescentes, o órgão ainda contará com 139 postos em aberto, sendo 83 para técnicos e 56 analistas.

A remuneração inicial dos cargos é de R$ 7.592,53 para técnicos e R$ 11.890,83 para analistas, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 884 por mês.

Além disso, em decorrência da lei 13.371, de 21 de julho de 2016, as duas carreiras contarão com mais três reajustes, em junho de 2018, novembro de 2018 e janeiro de 2019.

Com isto, para os técnicos, já com o auxílio-alimentação, os valores passarão a R$ 7.887,24; R$ 8.178,65; e R$ 8.475,36.  Para os analistas, R$ 12.374,34; R$ 12.852,49; e R$ 13.339,30.


Artigos Relacionados