Crianças: quanto maior o tempo de tela, pior o desempenho escolar

Estudo envolvendo 480 mil crianças menores de 18 anos mostra prejuízo no desempenho escolar pelo excesso

Postado em: em Educação

Sim, nós sabemos o quanto é difícil convencer as crianças a trocar a TV, o celular ou o videogame por outra atividade, mas não faltam trabalhos para mostrar como essa imersão nas telas pode ser prejudicial. 

Uma revisão de 58 estudos de 23 países envolvendo 480 mil crianças menores de 18 anos acaba de apontar mais um motivo para comprar a briga na sua casa. Publicada no jornal científico JAMA Pediatrics, a pesquisa mostra que, quanto maior o tempo de tela, pior o desempenho escolar.

Para o pediatra Daniel Becker, o estudo é mais uma evidência de que o excesso de tecnologia é nocivo para crianças de todas as idades. “Ser pai e mãe na era digital é mais complexo. É preciso ter uma conversa com todos os membros da família sobre locais – como o quarto da criança, onde não deve ser permitido o uso de dispositivos –, horários e limites. É preciso, também, que os pais acompanhem o conteúdo que os filhos estão consumindo e os ajudem a desenvolver um senso crítico”, afirma. 

Além da conclusão das pesquisas, ainda há o fato de que deixar a criança passar horas em frente a uma tela enfraquece o vínculo com os pais. Então, que tal deixar o celular de lado, e dar o exemplo de uma relação mais saudável com a tecnologia?


Artigos Relacionados