Compostagem: adubo orgânico e benéfico ao meio ambiente

Processo de transformação do lixo orgânico em adubo é fácil e pode ser feito de forma doméstica

Postado em: em Meio Ambiente

A compostagem consiste no processo de transformação de lixo orgânico de origem vegetal em adubo orgânico (também conhecido como húmus), através do enriquecimento da matéria orgânica, por micro-organismos presentes nela. O processo tradicional dura entre 90 e 120 dias, mas há formas alternativas para fazê-lo, inclusive com vermes (vermicompostagem), que utiliza minhocas para acelerar a decomposição dos resíduos.

A compostagem origina dois compostos principais: o húmus e o chorume.

- Húmus: É um excelente adubo natural e pode ser utilizado para fortificar o solo em jardins, hortas e plantações diversas.

- Chorume: É o líquido eliminado através dos resíduos orgânicos durante a compostagem. Rico em nutrientes, o chorume pode ser preparado em uma mistura com água na proporção 1:10 e utilizado como um potente biofertilizante de plantas.

Vale lembrar que o chorume produzido na compostagem natural é benéfico, diferentemente do chorume encontrado em lixões, que é altamente prejudicial ao solo e contaminado, devido aos resíduos de origens diversas (lixo hospitalar, resíduos animais e etc) sem separação adequada.

VANTAGENS DA COMPOSTAGEM PARA O MEIO AMBIENTE

- Reduz a emissão de gás metano (causador do efeito estufa);

- Reduz queimadas, já que os resíduos ganham um destino mais adequado;

- Substitui o uso de adubos químicos no meio ambiente;

- Reduz a quantidade de resíduos em aterros sanitários;

- Propicia o retorno da matéria orgânica de forma útil; 

- Reduz a quantidade de resíduos transportados para aterros e consequentemente, a emissão de combustíveis no ambiente.

COMO FAZER A COMPOSTAGEM EM CASA

Existem diversas formas de realizar esse processo em casa. A mais simples pode ser feita em recipientes reaproveitados (baldes e potes grandes com tampa, para reduzir o odor).

O processo consiste em preencher os recipientes intercalando camadas com resíduos secos e úmidos. No fundo do recipiente, devem ser realizados furos para o recolhimento do chorume.

O QUE PODE SER COLOCADO NA COMPOSTEIRA

- Resíduos secos: grama seca, folhas, cinzas, feno, palha, jornais, serragem, carvão mineral e vegetal e etc.

- Resíduos úmidos: resíduos de frutas, vegetais, legumes, sementes e demais resíduos de origem vegetal não cozidos (pois o sal usado no cozimento afeta o processo).

A prática da compostagem é benéfica para o ambiente e para as pessoas, pois incentiva a conscientização ambiental e o consumo consciente.


Artigos Relacionados