Com 2º trânsito mais violento de SP, dados de Franca são preocupantes

De acordo dom o tenente da PM, Régis Mendes, trânsito de Franca é 5 vezes mais violento que a criminalidade

Postado em: em Trânsito

Franca faz parte de uma triste e preocupante estatística: tem o segundo trânsito mais violento se comparado aos 71 maiores municípios do Estado. Seja para pedestres ou motoristas, o trânsito na cidade é arriscado e o índice de mortes supera os dados até mesmo da Capital.

Para cada 100 mil habitantes em São Paulo são registradas sete mortes, já em Franca, as vítimas fatais sobem para 16 pessoas, ou seja, mais que o dobro da maior cidade paulista. As estatísticas levam em conta os registros em 2018.

Os números assustadores foram apresentados pelo comandante do Pelotão de Trânsito da Polícia Militar, o tenente Régis Mendes, durante uso da Tribuna na Câmara Municipal. “Queremos mostrar para a sociedade a importância desse assunto. O trânsito de Franca é cinco vezes mais violento do que a criminalidade. A gente percebe muitas vezes que a morte no trânsito não choca tanto como um homicídio” explicou o tenente.

Entre janeiro e julho do ano passado foram registradas 37 mortes na cidade, e só no primeiro semestre desse ano já foram contabilizados 24 acidentes com óbitos. O levantamento aponta ainda que nesse ano nove motociclistas perderam suas vidas nas ruas e avenidas da cidade.

Os atropelamentos também aparecem em destaque sendo que em 2018 foram 10 mortes e nesse ano, até o momento, nove pessoas morreram em decorrência desse tipo de acidente.

As campanhas de conscientização, orientação e fiscalização continuam sendo intensificadas com objetivo de alertar os motoristas sobre os cuidados que devem ser tomados e principalmente quanto ao respeito à sinalização.  “Comparando Franca com outras cidades, a parte de sinalização é muito boa” acrescentou.

Ainda com base nos relatórios sobre as mortes do trânsito, o perfil revela que os homens entre 18 e 24 anos são as principais vítimas fatais e que 70% dos óbitos ocorrem em acidentes entre quinta-feira e domingo.

Além da imprudência e falta de respeito à sinalização, o consumo de bebidas alcoólicas é apontado com um dos fatores essenciais para o aumento de acidentes. “A partir de quinta-feira, culturalmente, já tem o aumento do uso de álcool, algumas pessoas já começam ingerir bebida alcoólica e o grande problema é que muitas delas combinam com direção de veículo. E a noite com menos trânsito possibilita desenvolver maior velocidade. A combinação desses fatores resulta em mortes” concluiu o tenente.


Artigos Relacionados