​Claretiano é recredenciado pelo MEC por mais cinco anos, com nota máxima

Na avaliação, o MEC usa a escala de notas que variam de 1 a 5. O Claretiano conquistou a nota máxima, que é 5

Postado em: em Educação


Foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 27 de janeiro, a portaria que recredencia o Claretiano - Centro Universitário de Batatais -- por mais cinco anos, de 2020 a 2025. 

Os trâmites para o recredenciamento institucional começaram em 2017 e, no ano seguinte, aconteceu a visita da comissão do Ministério da Educação, conforme estabelece o regulamento da extensão do credenciamento.

Na avaliação, o MEC utiliza uma escala de notas que variam de 1 a 5.  Como o Claretiano conquistou a nota máxima, que é 5, a instituição continua autorizada a oferecer cursos de graduação e pós-graduação nas modalidades presencial e a distância.

A nota foi atribuída após um processo muito rigoroso e criterioso de avaliação, como análise de documentos da instituição e reuniões com dirigentes e gestores, coordenadores de cursos, colaboradores, universitários e membros da Comissão Própria de Avaliação (CPA).

Segundo o MEC, o “recredenciamento consiste num ato legal, baseado em processo de avaliação da instituição, o qual não só confirma ou nega a sua competência para oferecer cursos em nível superior, mas, inclusive, reafirma ou altera a categoria na qual o estabelecimento se enquadra”.




Artigos Relacionados