​Cicatriz

Postado em: - Atualizado em:

​A pele é nosso invólucro de proteção contra tudo que nos cerca. Quando algo acontece, que rompe essa “barreira”,  nossas defesas entram logo em ação para reparar o dano.

Toda injuria leva a formação de uma marca ou cicatriz, que dependendo das características pessoais, pode ser quase imperceptível ou visível o bastante para causar aborrecimentos.

Uma cicatriz pode ficar mais aparente e inestética de varias maneiras - por ficar mais escura ou mais clara que a pele da pessoa, por ficar deprimida ou mais elevada, ou por ficar alargada parecendo uma estria. Algumas cicatrizes são piores ainda pois têm mais de uma dessas características. 

Um fator desagradável, além da estético,  é que algumas cicatrizes podem ser muito doloridas ou dar sensação constante de queimação.

A cicatrização depende de muitos  fatores. Regiões onde a pele é mais tensa e esticada ou de grande movimentação (como as costas) tem mais risco de "abrir" e alargar uma cicatriz do que áreas onde a tensão é menor (couro cabeludo). Áreas mais oleosas cicatrizam melhor que áreas mais secas - rosto cicatriza melhor que o pescoço.Peles mais claras tendem a disfarçar melhor uma cicatriz que peles escuras.

Quelóides

São cicatrizes anômalas, elevadas e endurecidas, às vezes dolorosas, que surgem após qualquer injúria na pele, mesmo por um estímulo pequeno, como uma espinha, uma vacina ou até por uma picada de injeção.  

Alguns tipos raciais têm maior tendência a formar quelóide, como os orientais, os negros ou descendentes. Algumas regiões do corpo são mais suscetíveis também, como colo, costas, ombros (maior tensão).

Pessoas com histórico pessoal ou familiar devem evitar furar a orelha, piercing e tatuagem pois tem grande possibilidade de formar queloide. 

Tratamentos disponíveis: infiltração de corticoide, bleomicina ou 5fluoracil, excisão cirúrgica com betaterapia, agulhamento, laser, etc. 

Pelos & cicatriz 

A maioria das cicatrizes em local de pelos provoca uma alopecia ao longo da região afetada (os pelos não crescem mais), pois os folículos são substituídos por fibrose. Isso é muito visível no couro cabeludo.

 



O que pode ser feito para melhorar uma cicatriz?

Tratar cuidadosamente uma ferida é  o melhor caminho para evitar uma cicatriz feia. Limpeza com água e sabão após ferir a pele é imprescindível. Se houver deslocamento da pele, fazer o possível para recolocá-la na posição certa sem deixar dobras. 

Nas queimaduras, pode furar as bolhas com agulha estéril, mas não retirar o teto da bolha pois esta “pele morta” serve como uma barreira de proteção contra infecção e ressecamento. 

Qualquer que seja o motivo do ferimento cuidar para não infeccionar e não pigmentar (pomada antibiótico e evitar exposição ao sol). 

Não arrancar, mexer ou cutucar as casquinhas.

Usar uma fita de micropore por cima da ferida mantendo as bordas bem coaptadas é uma boa dica para impedir o alargamento da cicatriz. O micropore pode ser trocado a cada 4 ou 5 dias e deve ser mantido por 20 dias ou mais, dependendo da região. Por cima do micropore, que é poroso, pode ser usado algum medicamento - gel de silicone, antibióticos, cicatrizantes.

Placas de Gel hidrocoloide melhoraram úlceras e queimaduras. Silicone em gel ou em placas melhoram cicatriz já formada. 

Toxina botulínica - Novos estudos revelam que a toxina  botulínica aplicada ao longo de uma cicatriz recente melhora o aspecto e afina a cicatriz - porque diminui a tensão da pele. 

Laser - vários laser podem ser utilizados com sucesso, principalmente os lasers fracionados, que perfuram a pele e estimulam o colágeno e elastina.

Microagulhamento da lesão  - pode ser feito com ou sem medicamentos e tem ótimo resultado.

Preenchimento - algumas cicatrizes atróficas e deprimidas podem ser preenchidas com ácido hialurônico, gordura ou outro material biocompatível. 

Cirurgia - dependendo do tipo, tamanho, região afetada  uma cicatriz pode ser retirada ou minimizada cirurgicamente. 

Tatuagem - algumas pessoas optam por fazer uma tatuagem para  esconder uma cicatriz. Foi justamente assim que se descobriu que o microagulhamento melhorava cicatrizes.

Conclusão... 

Sao muitas as opções para tratar uma cicatriz. Se não é possível prometer 100% de resultado, podemos afirmar que é possível, SIM, melhorar muito. 

Uma cicatriz NÃO é para sempre!

____________________________________________________________________

Dra. Rita Moscardini
Pós Graduação em Medicina Estetica - SBME
Pós Graduação Medicina do Envelhecimento - BWS
Membro da Sociedade Bras de Dermatologia e Soc Bras de
Cirurgia Dermatológica. | CRM 55088 -  RQE 13031


Artigos Relacionados