Café tipo 4/5 registra maior valor de negociação em Franca com saca a R$ 440

Mercado físico trabalha menos que o necessário para um início de ano-safra", diz boletim

Postado em: em Agronegócios

Os negócios no mercado brasileiro ganharam mais ritmo no final da semana passada com as altas externas favorecendo os preços físico. 

No entanto, os volumes ainda são baixos em comparação com outros anos. 

"Os preços continuam preocupantemente baixos e o mercado físico trabalha menos que o necessário para um início de ano-safra", disse em boletim o Escritório Carvalhaes.

O café tipo cereja descascado registrou maior valor de negociação em Guaxupé (MG) com saca a R$ 455,00 e queda de 0,44%. 

A maior oscilação no dia dentre as praças ocorreu em Espírito Santo do Pinhal (SP) com queda de 2,27% e saca a R$ 430,00.

O tipo 4/5 registrou maior valor de negociação no dia em Franca  com saca cotada a R$ 440,00 – estável. 

A maior oscilação no dia dentre as praças ocorreu em Poços de Caldas (MG) com queda de 0,72% e saca a R$ 411,00.

O tipo 6 duro anotou maior valor de negociação em Vitória (ES) com saca a R$ 435,00 – estável. 

A maior oscilação no dia foi registrada no Oeste da Bahia com alta de 2,53% e saca a R$ 405,00.


Artigos Relacionados