Atleta francano Gabriel Rissi é campeão pan-americano de Jiu-Jitsu na faixa marrom

Evento que reúne América do Sul, América Central e América do Norte, aconteceu dia 29 de junho, no RJ

Postado em: em Esportes

O atleta francano Gabriel Rissi, de 26 anos, tornou-se campeão pan-americano de Jiu-Jitsu na faixa marrom, evento que reúne América do Sul, América Central e América do Norte e é organizado pela SJJSAF (Sport Jiu-Jitsu South American Federation).

A competição aconteceu no último dia 29 de junho, no Parque Olímpico de Deodoro, no Rio de Janeiro.

Representando a equipe Clã Iaroslav do mestre Iaroslav Neoral e patrocinado pela jornalista Angelica Rissi, Prefeitura de Franca FEAC, estúdio de tatuagem Jad’s Tattoo, marca de artigos esportivos especializada em luta Oxigênio BJJ, o lutador voltou para Franca com mais um título de expressão na carreira após conquistar o Brasil Open, campeonato nacional pela mesma entidade. “A realização pessoal de representar minha cidade e meu esporte em competições de expressão e ir conquistando meu espaço é emocionante, ser um fragmento de referência, ter um poder de ação sobre algo que sou apaixonado e trabalho duro para lapidação é meu objetivo, agora minha principal meta é me tornar campeão mundial, e tenho certeza que com obstinação combinada com eliminação dos conflitos que possam aparecer, esse sonho vai ser realizado”, comenta Gabriel.

Em maio, o atleta também representou Franca e sua equipe no Campeonato Sul-Americano NO GI (sem kimono) e GI (com kimono), que aconteceu em São Paulo. Na competição organizada pela CBJ-JE - Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Esportivo, ele sagrou-se campeão NO GI e conquistou o 3º lugar no GI.

E nem o fato de ter quebrado o dedinho do pé dias antes da competição impediu que Gabriel fizesse bonito na capital paulista. “Nada que um pouco de gelo, esparadrapo e a boa e velha força de vontade não fossem suficientes para quebrar qualquer paradigma equivocado que não cultue nada menos que a melhor versão de si mesmo. Fui para a batalha para lutar pelos meus objetivos e só tenho a agradecer pelo espírito de luta. A busca agora é sempre por evolução”, diz o atleta, que traz ainda na bagagem alguns títulos, como o de campeão do SP Challenge, em Itapecerica da Serra (SP), em março deste ano; campeão do Rio Challenge, realizado no Rio de Janeiro em abril deste ano; vice-campeão Bento Challenge – Internacional Tour, que aconteceu também em abril, na cidade gaúcha de Bento Gonçalves; campeão nacional pelo 29º Brasileiro de Interclubes de Jiu Jitsu, realizado em setembro de 2018, em Passos, com atletas de todo o país; o título do torneio Brasil Open Jiu Jitsu, que aconteceu no último dia 24 de fevereiro, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, entre outros.


Artigos Relacionados