Ano novo vida nova!!! SQN

Postado em: - Atualizado em:

Roberto Ravagnani é palestrante, jornalista (MTB 0084753/SP), radialista (DRT 22.201), conteudista e Consultor especialista em voluntariado e responsabilidade social empresarial. Voluntário palhaço hospitalar desde 2000, fundador da ONG Canto Cidadão, da IPA Brasil e da AFINCO, Associado para o voluntariado da GIA Consultores no Chile, fundador da Aliança Palhaços Pelo Mundo, Conselheiro Diretor da Rede Filantropia, sócio da empresa de consultoria Comunidea, criador e gestor de eventos filantrópicos, porta voz pela ONU, Membro Engage for business, Líder Internacional de Yoga do Riso e Conselheiro de Relações Sociais e Familiares do Instituto i. s. de desenvolvimento e sustentabilidade Humana. www.robertoravagnani.com.br

Todos esperando o novo ano, e aqui está ele, com todos os 366, quero dizer um pouco menos, pois já se passaram alguns dias, mais ainda são muitos e únicos para nossas vidas. O que mudou de verdade? Cá entre nós, nada mudou a não ser o ano no calendário e espero que o ânimo para recomeçar a busca por seus objetivos novos ou antigos, não importa.

E eu estou aqui, mais um começo de ano para retomar o assunto que gosto e do qual sei falar que é voluntariado, cidadania e responsabilidade social.

Assuntos que normalmente você não ve por ai de forma natural, mas meu empenho é para que cada vez mais tenhamos este assunto como cotidiano e não especial.

Este ano começou de uma forma bem ativo no meu caso, pois já tenho várias participações marcadas em eventos, congressos e seminários, no estado de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, México, isso só no primeiro semestre e trabalho com outras oportunidades para o segundo, isso mostra que o trabalho não tem sido em vão, que trabalhando e investindo tempo e talento o assunto vai se popularizando, ainda não é futebol e nem vai chegar a ser, mas sei que mais gente cada vez mais fala do assunto e me convidam para falar.

Por que investir tempo, talento e até recursos para isso? Pois bem a resposta é simples, vale a pena ter mais gente engajada e consciente de suas responsabilidades perante a sociedade, com certeza teremos mais paz, mais saúde, mais segurança e um lugar melhor para viver. Utopia? Um pouco talvez, mas crença que é possível através do engajamento social das pessoas, sem títulos, sem marcas, sem rótulos, pessoas querendo ver pessoas melhores. Mas para isso precisamos ter pessoas mais educadas no sentido de cidadania, não de educação formal, que é importante também, mas não é só isso que resolveria.

Vamos falar de voluntariado pelos 4 cantos do mundo, conto com vocês para isso.​



Artigos Relacionados