“A MÚSICA E OS MÚSICOS” “TRACY CHAPMAN”

Postado em:

Uma nova artista entrava em cena promovendo seu material no Donmar Warehouse, em Londres, no ano de 1988 e chamava a atenção dos jornalistas. Com interpretação “honesta” e letras e músicas puras de alma, todas interpretadas apenas com acompanhamento de guitarra e/ou violão, sem uso de amplificadores, viria a conquistar milhões de simpatizantes mundo afora. Seu nome : TRACY CHAPMAN, nascida em Cleveland, Ohio, EUA, em 30 de março de 1964.

Versões mais trabalhadas das canções foram, então, incluídas em seu disco de estréia, lançado em abril de 1988. Apenas 2 meses depois, sua carreira ganharia um impulso extraordinário. Estreante desconhecida, foi convidada a participar das festividades do 70º aniversário de Nelson Mandela no Estádio de Wembley. Conquistou uma audiência televisiva global com suas baladas blues-folk e suas declarações comoventes, que a levariam de imediato ao topo das paradas.

Vencedora de 4 prêmios Grammy, em maio de 2004 Chapman foi agraciada com o título de doutora honoris causa em Belas Artes, pela Tufts University, por sua contribuição como artista socialmente engajada e por suas realizações profissionais.

Desse seu disco de estréia, as músicas mais marcantes são, sem dúvida alguma, “Talkin’ ‘bout a revolution”, “Fast Car” e “Baby Can I Hold Yoy”, que você confere no vídeo em destaque.

Fontes : “1001 Discos Para Ouvir Antes de Morrer” – Ed. Sextante

Revista da Música

Arquivo Pessoal de Dados

Fotos: Divulgação

*Esta coluna é semanal e atualizada às segundas-feiras