Via Paulista iniciará obras na Rodovia dos Calçados, Franca será beneficiada

Serão investidos R$ 5 bilhões em melhoramentos num total de 720 mil km e 35 municípios de São Paulo

Postado em: em Desenvolvimento

​O governador do Estado de São Paulo esteve nesta quinta-feira, 23 de novembro, na cidade de Barra Bonita, próxima a Jaú, para vistoriar o início do contrato de concessão do lote Rodovia dos Calçados pela Via Paulista, do consórcio do Grupo Arteris. Pelo contrato assinado, a concessionária vai investir R$ 5 bilhões em melhoramentos num total de 720 mil quilômetros de rodovias, que passam por 35 municípios paulistas.

Do total de investimentos, 66% serão empregados nos primeiros dez anos de contrato. Nessa fase inicial, as intervenções serão feitas em 434,7 quilômetros de rodovias que passam por 19 municípios do Estado, entre Itaporanga e Franca.

A partir de dezembro de 2018, a Via Paulista também assume os trechos que atualmente estão sob concessão da Autovias, completando a concessão nos 720 mil quilômetros. Até o final do período de contrato, os melhoramentos nas rodovias deverão gerar 2.800 empregos diretos e indiretos e beneficiar 35 municípios paulistas.

De acordo com as estimativas, as prefeituras municipais devem recolher R$ 29,2 milhões em Impostos sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS-QN), que incidem sobre os serviços e obras da concessão, somente nos dois primeiros anos de contrato, e até o seu final mais de R$ 3 bilhões.

As obras de ampliação se iniciam já no primeiro ano do contrato com investimentos previstos de R$ 443 milhões. Desses recursos, R$ 147 milhões fazem parte do Programa Intensivo Inicial (PII) que contempla obras e serviços no pavimento, sinalização e área de domínio da rodovia para adequar o trecho aos padrões do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado, que elevaram as rodovias paulistas como as melhores do país.

Colaboradores da Via Paulista com o governador do Estado, Geraldo Alckmin

Nos dois primeiros meses do PII, serão investidos R$ 130 milhões somente na correção de defeitos de pavimento, com intervenções na correção de depressões, selagem de trincas, eliminação de degraus entre a pista e acostamento, entre outras obras.

Nesse período, a Via Paulista também vai investir em melhorias para o atendimento dos usuários, como a implantação de dez bases de Serviço de Atendimento (SAU). O trajeto contará inicialmente com o auxílio de dez ambulâncias, oito guinchos e seis veículos operacionais, além do apoio de 250 colaboradores.


Artigos Relacionados