Uma das vítimas da explosão em Cristais é transferida ao HC Ribeirão

Fotos da reporter Stela Reis, da EPTV Ribeirão mostram como ficou local destruído

Postado em: em Segurança

Notícia Publicada pelo JF na edição das 08h de hoje: 

​Uma grande explosão ocorrida na manhã desta sexta-feira na Rua Major Mendonça, região do Bairro Guapuã (estádio municipal Odair Jesus Norberto - Seu Tata) em Cristais Paulista deixou duas mulheres gravemente feridas com queimaduras e ferimentos por causa do desabamento da laje. 

O acidente ocorreu devido a um vazamento de gás que provocou a explosão e num primeiro momento a população da cidade acreditava que tratava-se de um ataque à agência bancária local. 

O cenário de guerra que se transformou o local da explosão assustou até os homens do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar acostumados com este tipo de ocorrência. 

Uma das vítimas ficou sob os escombros e foi resgatada pelos homens do CB enquanto a outra vítima era socorrida com ferimentos graves pela Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros. 

A violência da explosão pôde ser medida pelo fato de a construção ser recente e ter vindo, literalmente abaixo. 

Segundo policiais presentes, criança  habitava a casa destruída, mas ão se encontrava no local o momento da explosão, pois passou a noite com o pai em outro local. 

Depois da retirada dos escombros por uma máquina da Prefeitura, os Bombeiros fizeram uma vistoria para tentar localizar eventuais vítimas, além das duas mulheres que saíram feridas e que já haviam sido socorridas. 

Segundo o Tenente Mário, do Corpo de Bombeiros, o Corpo de Bombeiros usou o aparato próprio para grandes acidentes, devido à gravidade da ocorrência. 

"Usamos a técnica de busca e resgate em busca da vítima do sexo feminino que estava sob os escombros da laje que desabou com a explosão", disse o Bombeiro. 

"Uma das vítimas que socorremos disse que a criança estava com o pai e não se encontrava na residência", concluiu o Tenente Mário. 

Notícia publicada às 09h de hoje

O Governo de Cristais Paulista lamentou o episódio ocorrido na manhã desta sexta-feira (07/12) em que uma residência, localizada na Rua Major Mendonça, região do Bairro Guapuã (estádio municipal Odair Jesus Norberto - Seu Tata) deixando duas mulheres gravemente feridas com queimaduras e ferimentos por causa do desabamento da laje, após uma grande explosão causada por vazamento em um botijão de gás de cozinha. 

A Prefeita Katiuscia Leonardo (SD) desde a manhã colocou sua equipe de obras e de saúde à disposição das forças de segurança (PM e Bombeiros que atuaram na ocorrência).

Além do pessoal de apoio, a Prefeitura também atuou no local do acontecimento com equipe de Engenharia, Defesa Civil e máquinas do Departamento de Obras,

Lamentando o episódio acidental, a prefeita Katiuscia disse que num primeiro momento a preocupação é com o estado de saúde das duas vítimas feridas na explosão que estão internadas na Santa Casa de Franca.

“Nossa equipe está apoiando o Corpo de Bombeiros no que é necessário no local do acidente, inclusive uma máquina já trabalhou na remoção dos escombros para permitir uma vistoria final no local”., disse Katiuscia. 

Ela também elogiou o trabalho do Corpo de Bombeiros, da Unidade de Resgate e da Polícia Militar que atuaram de forma eficiente na ocorrência.

Segundo a prefeita, a Prefeitura acompanhará a situação da família através de sua Assistência Social auxiliando no que for necessário até a volta à normalidade das duas mulheres atingidas pela tragédia, já que a casa ficou totalmente destruída.

Katiuscia Leonardo também reconheceu que a tragédia poderia ter sido maior, devido à força das duas explosões que aconteceram na residência e que chegaram a ser ouvidas em toda a cidade e pelo fato de que uma criança, também integrante da família, havia dormido fora da residência que explodiu hoje de manhã, pois estava com o pai.

“Nossa cidade é pacata, tranquila e um episódio destes assusta a todos. Mas nossa população é muito solidária e certamente as vítimas desta tragédia receberão total apoio de nossos moradores e no que for possível, também de nossa administração”, disse a Prefeita. 

IDENTIFICAÇÃO DAS VÍTIMAS

As duas mulheres que estavam na casa no Bairro Mococa, no momento da explosão foram inicialmente atendidas na Santa Casa de Franca. 

Elas foram identificadas como Rosa Gomes da Silva e Cleusa Gomes da Silva. Uma delas, em estado mais grave que estaria mais próxima do núcleo da explosão, foi transferida para o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, mas a Santa Casa não informou qual delas. 


Artigos Relacionados