Unesp abrigará debates sobre diversidade em Ciência e Tecnologia

Workshops reunirão cientistas da América Latina para discutir questões de gênero em São Paulo

Postado em: em Educação

A partir da próxima segunda-feira, entre os dias 7 e 11 de outubro, o ICTP-SAIFR, centro de pesquisa associado ao Instituto de Física Teórica da Unesp (IFT-UNESP), vai ser a sede de dois eventos sucessivos focados na temática da diversidade na ciência e tecnologia: o Workshop sobre Habilidades para Jovens Cientistas e o Workshop Aumentando a Diversidade em STEM (sigla em inglês para ciência, tecnologia, engenharia e matemática).

O primeiro workshop, para jovens cientistas, ocorre entre os dias 7 e 9 de outubro; o segundo, sobre diversidade, ocorre entre 9 e 11 do mesmo mês. Os dois eventos ocorrerão no auditório do IFT-UNESP, localizado ao lado da estação Barra Funda do metrô, no câmpus de São Paulo.

O primeiro evento, Workshop sobre Habilidades para Jovens Cientistas, dá continuidade a uma série de eventos que ocorrem desde 2014 em países latino-americanos e tem como público-alvo estudantes e jovens pesquisadores de áreas que, historicamente, são ocupadas por maioria de homens, como Física, Matemática, Engenharias, Química, Ciência da Computação e Ciências da Terra.

Os objetivos deste workshop incluem: contribuir na expansão da participação de mulheres em áreas de STEM; potencializar as capacidades e equipar as jovens cientistas com ferramentas para alavancar suas carreiras; promover diálogo e troca de experiências com cientistas já consolidadas e cientistas sociais com interesse em assuntos de gênero e diversidade; e alimentar colaborações interdisciplinares na região da América Latina.

O segundo evento, o Workshop Aumentando a Diversidade em STEM, começará com uma mesa-redonda sobre questões raciais e barreiras na comunidade acadêmica e científica. A seguir, serão apresentados e discutidos os resultados da Pesquisa Global de Cientistas, promovida pelo Projeto Global de Disparidade de Gênero (em inglês, Global Gender Gap in Science Project).

Esta pesquisa coletou cerca de 34 mil respostas em várias partes do mundo e buscou caracterizar a disparidade de gênero em STEM.

A palestrante Lilia Meza (BUAP, México) é uma das organizadoras do livro “La Brecha de género en Matemáticas, Computación y Ciencias Naturales: Un Abordaje desde América Latina” e discutirá alguns resultados desta produção, que será publicada pela Mexican Physical Society em breve.

Por fim, o evento mostrará iniciativas recentes para diminuir a disparidade de gênero e aumentar a diversidade nas áreas de STEM.

Mais informações sobre os dois workshops estão disponíveis no site do ICTP-SAIFR.


Artigos Relacionados