TRE de SP realiza auditoria das urnas eletrônicas do Estado no dia das eleições

O procedimento tem a finalidade de demonstrar publicamente a confiabilidade do sistema

Postado em: em Política

Na mesma data em que ocorrem as eleições em todo o Estado (7/10), o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) realiza, em paralelo à votação, auditoria para demonstrar a confiabilidade da urna e do sistema eletrônico.

O procedimento começa com o sorteio das urnas eletrônicas, no dia 6 de outubro (sábado), véspera do pleito. 

A partir das 9 horas, no plenário do Tribunal, serão sorteadas cinco urnas entre as mais de 97 mil seções eleitorais do Estado de São Paulo, sendo um equipamento da capital e quatro do interior. Essas são urnas oficiais que seriam utilizadas no pleito e, portanto, já haviam sido carregadas com listas de candidatos e de eleitores.

No domingo (7), em cerimônia pública, na Sede II do TRE-SP, as urnas sorteadas por amostragem são submetidas à votação, nas mesmas condições em que ocorreria na seção eleitoral. 

Cada voto registrado na cédula de papel é replicado na urna eletrônica, em ambiente aberto e filmado. O procedimento tem a mesma duração da votação, e a apuração dos votos tem início às 17 horas. O resultado da votação nas cédulas e nas urnas eletrônicas deve coincidir, a fim de comprovar que não houve adulteração nos programas da Justiça Eleitoral.

A Comissão de Auditoria, responsável por conduzir as atividades, tem como presidente o membro do TRE-SP, desembargador Silmar Fernandes. A fiscalização de todo o trabalho será realizada por empresa de auditoria externa, contratada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Além disso, fiscais dos partidos políticos, representantes da OAB, Ministério Público e demais credenciados poderão acompanhar o procedimento.


Artigos Relacionados