Trabalho: Ibama contratará 1,4 mil brigadistas para atender as emergências

Inicialmente, o prazo de validade dos contratos será de até seis meses. Os contratos poderão ser prorrogados

Postado em: em Trabalho

O Ministério da Economia autorizou o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) a contratar por tempo determinado 1.481 profissionais.

Ele serão incorporados aos quadros do órgão a partir de junho de 2020 para o atendimento de emergências ambientais.

Inicialmente, o prazo de validade dos contratos será de até seis meses. Os contratos poderão ser prorrogados pelo prazo necessário à superação da situação de emergência ambiental, desde que o prazo total não exceda dois anos.

O Ibama definirá a remuneração dos profissionais. A portaria que autoriza a contratação foi publicada nesta quinta-feira, 04, no Diário Oficial da União (DOU).

O órgão é responsável pelas políticas de proteção ambiental. A estrutura conta hoje com apenas 53% dos servidores de seu quadro ideal. 

Atualmente, dos 5,4 mil funcionários previstos na legislação do órgão — que completou 30 anos em fevereiro —, o quadro tem 2,9 mil trabalhadores.

Em entrevista em junho de 2019, o presidente do Ibama, Eduado Bim, adiantou que iniciou as tratativas com o Ministério da Economia para realizar um concurso público para 2020. Inicialmente, seriam 300 vagas.

“Estamos fazendo a interlocução com o ministério (da Economia). Entendemos que precisamos desses servidores com a maior agilidade possível, mas isso é uma coalização de governo que não atende somente a pasta ambiental. Gostaria de um concurso para umas 300 pessoas, mas queríamos o quadro completo”, explicou à época.

*Metrópoles


Artigos Relacionados