Centro de Sismologia diz que tremor de terra foi em Delfinópolis, com 3,9 graus

Epicentro do tremor de terra na região aconteceu em Delfinópolis (MG), com 3,9 graus na escala Richter

Postado em: - Atualizado em: em Cotidiano

A terra tremeu em Franca e em outras cidades da região.

O Centro de Sismologia da USP confirmou um abalo de 3,9 graus na escala Richter às 19h46m32 (horário de Greenwich), portanto o mesmo horário confirmado pela Defesa Civil de Rifaina (aqui são menos 3 horas, portanto 16h46m32).

Porém, o Centro de Sismologia dá como epicentro a área de Delfinópolis (MG)

A Defesa Civil de Rifaina, que tem relatos anteriores, confirmou o tremor e estava esperando a confirmação do Centro de Sismologia da USP, que tem sensores espalhados pelo país.

Em Franca, a redação do Jornal da Franca recebeu relatos de das imediações da Sabesp, das ruas próximas ao Castelinho, também na Vila Nova, na rua Distrito Federal, no Jardim Piratininga, no Bairro São José dos dois lados da avenida Sete de Setembro

Nas redes sociais as pessoas estão comentando sobre o tremor. Os relatos vêm de praticamente todos os bairros, mostrando que o abalo foi intenso.

Quem prestou atenção disse que o chão tremeu sem nenhum motivo aparente por mais de 10 segundos, mas que não era parecido com um terremoto, em que os imóveis balançam, mas sim um tremor significativo.

O Centro de Sismologia publicou agora a pouco:

TREMOR EM MINAS GERAIS

Magnitude: 3.9
Hora local: 16h46
Epicentro: Delfinópolis/MG

O tremor foi sentido em diversas cidades como Franca/SP, Itirapuã/SP, São Sebastião do Paraíso/SP, Passos/MG, São Roque de Minas/MG, Vargem Grande/MG, Sacramento/MG entre outras.

Esse tremor foi detectado por mais de 20 estações da Rede Sismográfica Brasileira.

Segundo o professor George Sand, do Laboratório Sismológico da UNB, a hipótese mais provável para o tremor é uma acomodação natural de falhas geológicas. 

Conforme o professor, mesmo que essa acomodação seja de centímetros ou milímetros, isso pode provocar o tremor, considerado natural.

Ainda de acordo com o professor, outros eventos do tipo já foram registrados na mesma região nos últimos anos. 

Em 2017, foi registrado um tremor de 2.4 em Sacramento (MG). Já no ano passado, outro tremor de 2.3 também foi registrado em Delfinópolis.

O tremor registrado nesta segunda-feira, de magnitude 3.9, é considerado de intensidade moderada.

O geofísicos Luís de Melo Tassinari explicou:

Meus comentários como Geofísico sobre o evento que assustou muita gente Franca e região: tem muita gente inbox perguntando, então aqui posso esclarecer algumas coisas.

Podemos verificar pelos processamentos iniciais (que são feitos por rotinas bem rápidas) que foi um evento com magnitude regional de 3.9 com epicentro em Delfinópolis-MG, às 16h46 de 20/05/2019. Tudo indica que foi um evento raso, no entanto mais processamentos são necessários.

O Brasil possuí uma rede de monitoramento constante de sismos o RSBR http://www.rsbr.gov.br/e esse evento até então foi detectado por 27 estações diferentes.

Os eventos rasos causam bastante ondas superficiais.

As ondas provavelmente sentidas foram as Love e Haleigh :

VAI ACONTECER DE NOVO OU NÃO?

Bem a sismologia é uma ciência cheia de surpresas, mas muito provavelmente não irá acontecer outro tão cedo.

Devemos pensar nestes eventos como sendo decorrentes da liberação espontânea de energia acumulada no decorrer dos anos, podendo ser décadas, séculos ou mais.

Logo para acumular mais energia para ser liberada de novo vai demorar um tempo.

Mais notícias assim que os fatos forem sendo esclarecidos.


Artigos Relacionados