‘Semana de Prevenção às Deficiências’ mobiliza APAE Batatais sobre informações

Entre as ações do evento está uma campanha preventiva voltada, exclusivamente aos estudantes

Postado em: em Cidades

Fonoaudióloga realiza avalização auditiva em estudante (Foto: Reprodução)

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o Brasil possui mais de 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, o equivalente a 23,9% da população geral. E é com o objetivo de sensibilizar a sociedade sobre fatores de risco que podem causar deficiências e divulgar as formas de prevenção, que a APAE Batatais realizará, de 21 a 28 de agosto, a ‘Semana de Prevenção às Deficiências’.

As ações da programação tiveram início na última quinta-feira, 9, com visitas aos meios de comunicação locais para divulgação de temas relacionados ao assunto. De acordo com a coordenadora de Saúde da APAE Batatais, Patrícia Rocha, as ações são intensificadas neste período para que a comunidade tenha conhecimento do trabalho desenvolvido pela APAE e obtenha informações sobre prevenção.

Também compõe a grade de atividades a Campanha dos Escolares, que consiste em realizar exames de triagem auditiva e postural nos alunos do primeiro ano do ensino fundamental das redes pública e privada de Batatais. Neste ano, 649 passarão por avaliações. Iniciada em 2002, a campanha já atendeu cerca de 6.000 estudantes.

Segundo Patrícia, a iniciativa visa detectar possíveis alterações que possam prejudicar o desempenho escolar dos estudantes. “A campanha tornou-se uma importante ferramenta de auxílio à aprendizagem e ao desenvolvimento dos discentes. Ao detectar alguma deficiência, precocemente, conseguimos minimizar seus impactos”, explica.

Serviço de Prevenção

O Serviço de Prevenção da APAE Batatais atua em ações focadas, principalmente, em prevenção primária. Todos os recém-nascidos do município passam pela triagem neonatal que contempla a coleta de material para o Exame do Pezinho, Exame da Orelhinha e Exame do Olhinho; consulta genética, aconselhamento genético e o acompanhamento do desenvolvimento neuropsicomotor das crianças de 0 a 6 anos que apresentam fatores de risco para deficiência.

Além disso, o serviço abrange ações de educação continuada e capacitação aos profissionais da instituição, do município e da região, com o objetivo de formar agentes multiplicadores. Em educação para saúde desenvolve, durante todo a ano, campanhas educativas voltadas para a comunidade. Em 2017 o serviço de prevenção atendeu 820 bebês na Triagem Neonatal e 431 crianças, de 0 a 6 anos, foram acompanhadas no Projeto Família. No primeiro semestre de 2018, 389 neonatos e 110 crianças, já foram atendidos, respectivamente.


Artigos Relacionados