Sem trabalho? Veja dicas de como conseguir uma renda extra na pandemia

Em tempos de pandemia, oportunidades podem surgir de forma temporária ou mesmo de uma habilidade

Postado em: em Cotidiano

Em tempos de pandemia, brasileiros que estão com problemas financeiros por falta de trabalho podem encontrar solução em oportunidades temporárias, freelancers ou em habilidades que possam gerar renda.

De acordo com Ana Prado, analista de tendências da plataforma de soluções em recrutamento Glassdoor, trabalhos temporários ou como freelancer podem ser uma alternativa interessante para quem está à procura de uma vaga em um momento em que as empresas diminuíram suas contratações.

"Além do fator financeiro, podem significar uma chance de desenvolver rapidamente um conjunto determinado de habilidades técnicas e comportamentais que irão ajudar esses profissionais no futuro, inclusive ao abrir novas possibilidades de carreira", afirma

Para ela, um trabalho temporário pode ainda abrir portas para que o profissional acabe sendo contratado permanentemente pela empresa ou consiga indicações para outras oportunidades. Dentro do site do Glassdoor é possível ver as vagas temporárias abertas. 

Entre os setores com vagas estão supermercados, hospitais, farmácias, logística e tecnologia.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros, Reinaldo Domingos, é preciso planejamento. 

"Parece difícil, pois a crise está horrível, mas é possível ter renda extra na crise. Um ganho a mais pode ajudar a passar por esse momento com mais segurança financeira", diz.

Caminho para fazer uma renda extra:

- Se preferir seguir em sua área de atuação, um caminho é passar a oferecer serviços online, como de consultoria, aulas e freelances, por exemplo. 

Assim, além da renda extra, há também uma retomada de conhecimentos e aperfeiçoamento profissional.

- Quem tem habilidades específicas, como cozinhar ou educação financeira, pode fazer disso um hobby que gere renda.

- Há pessoas que estão desenvolvendo produtos ou utilizando o networking para realizar vendas de produtos. 

Tem muita gente fazendo as famosas máscaras de proteção e ganhando um extra, tem outras que estão revendendo produtos online, lembrando que grandes magazines estão cadastrando para esse tipo de venda. 

Outro exemplo pode ser a venda de doces e alimentos no condomínio ou na região em que vive.

- É válido levantar uma renda extra com trabalhos pontuais como entregas para quem tem carteira de habilitação de moto ou mesmo de carro. Fazer cadastro em aplicativos de entregas pode ser uma alternativa.

- Venda o que não usa mais. Faça uma faxina em casa, selecione roupas, eletroeletrônicos, jogos, sapatos e outros produtos que não são tão importantes. Existem sites especializados em fazer essa intermediação da venda de itens usados.

Veja as dicas de Ana Prado:

- Ao entrar no ramo de freelancers, é recomendável fazer um balanço das principais habilidades e, em seguida, procurar as oportunidades para aproveitá-las da melhor maneira possível.

- Pense em uma paixão ou em uma possível carreira paralela que você ainda não explorou. 

Como você pode transformar essa atividade em um emprego de meio período ou em uma oportunidade freelancer? Seja ágil o suficiente para mudar seu curso conforme necessário.

- Além de buscar oportunidades em sua própria área, considere explorar outros campos. 

Pergunte-se: que outros setores podem se beneficiar das minhas habilidades e conhecimentos? Será que alguns dos meus hobbies poderiam se transformar em uma profissão? Que outros caminhos minha formação me permite explorar?

- As chamadas habilidades transferíveis, que podem ser aplicadas em diferentes funções, compensam a falta de experiência caso o profissional esteja mudando de área e também são úteis para quem estiver começando a explorar outras modalidades de trabalho, como temporário ou freelancer. 

Essas habilidades são atributos desenvolvidos ao longo do tempo por meio de relacionamentos pessoais, trabalho ou hobbies, mas também podem ser mais técnicas, adquiridas por meio de educação e treinamento.

Exemplos de habilidades transferíveis:

- Comunicação - As empresas sempre valorizam pessoas confiantes e que sabem se expressar claramente, seja com colegas ou clientes. 

Agora que estamos em um período prolongado de trabalho remoto, tais habilidades são especialmente vitais para garantir que as coisas fluam de forma eficiente.

- Trabalho em equipe - Ao contratar novos funcionários, as empresas procuram pessoas que irão funcionar bem com a equipe já existente. 

Portanto, é importante demonstrar que você é capaz de trabalhar bem com outras pessoas, possui boas habilidades de comunicação e tem empatia.

- Organização - O cumprimento dos prazos é imprescindível para o sucesso de uma empresa, pois significa que os clientes estão recebendo seus bens ou serviços dentro do prazo. 

Profissionais que puderem mostrar que são capazes de organizar seu horário de trabalho, lidar com problemas inesperados rapidamente e trabalhar de forma eficiente com os outros são muito valorizados — ainda mais em tempos de home office.

- Habilidade de ouvir - A habilidade de ouvir envolve mais do que simplesmente escutar o que está sendo dito: é sobre ser capaz de compreender e interpretar corretamente a mensagem recebida e concluir com êxito a tarefa que lhe foi designada. 

Para um empregador, contratar pessoas com essa habilidade significa menos erros, o que aumenta a produtividade e a inovação.

- Liderança - A liderança é uma habilidade que as empresas valorizam em todos os funcionários, independentemente do seu nível de senioridade. 

Elas querem ter a certeza de que, quando chegar a hora, você estará confiante em avançar e assumir o comando, seja para resolver um problema, seja para garantir que um projeto permaneça no caminho certo.

Trabalho temporário

A perspectiva de retomada gradual das atividades econômicas, principalmente no comércio, serviços e indústria, é vista como favorável ao processo de contratação de profissionais pelo regime de trabalho temporário. 

Para Filipe Mota, procurador jurídico da Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem), o processo de retomada das atividades empresariais pode ser ajudado pelo trabalho temporário, principalmente, em função do tempo e do custo menor em relação às contratações efetivas e garante a remuneração dos temporários igual à dos efetivos equiparados, como protege a lei do temporário.

"As agências avaliam os candidatos de forma ampla e conseguem direcionar trabalhadores de acordo com a aptidão que a empresa precisa e de forma quase que imediata. Além de evitar os tributos e encargos mais onerosos de uma contratação efetiva neste momento de retomada", afirma Mota.


A diretora do Grupo New Company e ex-presidente da associação, Michelle Karine, também acredita no aumento de contratações por meio do regime de trabalho temporário como uma alternativa viável, rápida e flexível no processo de recuperação da economia e do mercado.

"Muitas empresas e setores tiveram que demitir e encerrar contratos em razão da pandemia. E os setores de comércio, serviços e indústria vão depender da retomada e da estabilidade da economia para repor seus quadros efetivos. Enquanto isso, esses setores conseguem administrar a sua força de trabalho por meio do trabalho temporário, de forma gradativa e flexível. Assim, quando a retomada econômica acontecer, poderão recompor os seus quadros efetivos já com essa força de trabalho, efetivando os trabalhadores", conclui Michelle.


Artigos Relacionados