Sem espetáculos, artistas do Circo Tihany precisam da ajuda dos francanos

Artistas que levavam a alegria a milhares de pessoas agora precisam da ajuda da comunidade francana

Postado em: em Artes

Os artistas do circo Tihany, que está em Franca desde o mês de fevereiro, enfrentam uma de suas piores crises. 

Desde março, quando iniciou a quarentena e o anúncio da pandemia do Coronavirus, os diretores, artistas, funcionários e familiares paralisaram as atividades. 

E há mais de 4 meses sem fazer espetáculos, as necessidades começaram a surgir para aquele grupo, que não tem como obter renda.

Eles não eram necessitados, mas de repente se viram necessitados. É daquelas surpresas que a vida apresenta e que as pessoas precisam encontrar os meios de superar.

Um grupo de voluntários da cidade iniciou uma campanha de ajuda aos profissionais do circo e seus familiares (alguns já retornaram para as suas cidades e aconchego da família), mas a maioria deles está na avenida Rio Negro, próximo ao Shopping e as necessidades começaram a surgir.

Por isso, esse grupo de voluntários está em campanha para receber alimentos e doar aos artistas que um dia nos encantaram de alegria e hoje necessitam de ajuda. 

Estão em Franca 120 pessoas que integram a comitiva do circo. E é importante que Franca possa ajudar esses profissionais com alimentos, produtos de higiene. Alguns até se colocaram à disposição para trabalhar em empresas da cidade. 

Vinicius Costa, da Dr. Farol, lançou na sua página do Facebook e nas redes sociais uma campanha de ajuda aos profissionais do circo. As doações poderão ser deixadas na empresa (avenida Rio Branco) ou no próprio circo, direto para os profissionais do riso, dos malabares, das coreografias e dos trapézios.

Veja o vídeo produzido por Vinícius Costa, da Dr. Farol:




Artigos Relacionados