Reeducandos pintam painéis e mural de 20 metros na 44ª Semana de Portinari

Detentos do Centro de Progressão Penitenciária de Jardinópolis participaram de evento no sábado, 10

Postado em: em Cidades

Reeducandos do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Jardinópolis, a 330 km da capital paulista, participaram, no último sábado (10), da 44ª Semana de Portinari. O evento foi realizado pelo Museu Casa de Portinari, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado, e contou com a parceria da Fundação “Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel” (Funap).

De acordo com Sebastião Romão, diretor de capacitação e treinamento da Funap, 20 reeducandos colaboraram com dos trabalhos de pintura, produzindo seis painéis e um mural de aproximadamente 20 metros. Eles foram orientados pelo artista plástico Aílton Rufatto, com base nas diretrizes do projeto “Arte que Liberta”.

Romão explica que a escolha dos reeducandos que virão a participar de projetos semelhantes ocorre, geralmente, no momento da chegada do detento à unidade prisional. “É feita uma entrevista para saber se ele tem alguma habilidade, o que gosta de fazer. Se gosta de pintar, possibilitamos que desenvolva essa aptidão.”

Ele explica ainda que todo o material de pintura é fornecido pela Funap, por meio do Programa de Educação para o Trabalho e Cidadania, um dos inúmeros projetos executados pela instituição, sob a coordenação do diretor-executivo Henrique Neto.

“É através da educação, da arte, que o reeducando muda e se torna apto a retornar à sociedade”, observa Romão, acrescentando que os projetos da Fundação “libertam e transformam vidas”. Segundo ele, o desenvolvimento de tais trabalhos pelos presos também permite que eles consigam remição de suas penas.


Artigos Relacionados