Realindo Jr. foi convidado para a área de habitação, mas ainda não respondeu

Empenhado na missão que lhe foi dada, Realindo Júnior teria se assustado com falta de sequência

Postado em: em Política

Realindo Júnior, que era o Coordenador de Assuntos Estratégicos do governo municipal se viu em meio a um embaraço logo no primeiro dia da semana.

Convidado pelo prefeito Gilson de Souza para assumir o cargo, mais como um apelo, e com objetivos de dinamizar algumas área da administração, foi surpreendido com a costumeira indecisão de Gilson.

Como o prefeito foi notificado pelo Ministério Público para exonerar a advogada Marcela Barros do cargo de coordenadora jurídica da Procuradoria Municipal, a primeira solução encontrada foi retornar a advogada para o antigo cargo.

Acontece que o cargo era justamente o ocupado por Realindo Júnior.

Contemporizador, o prefeito Gilson de Souza teria oferecido a Realindo Júnior o cargo de coordenador de Habitação, na mesma secretaria.

Segundo informações, o então coordenador de Assuntos Estratégicos não teria dado resposta. 

Essas mesmas informações dão conta de que Realindo Júnior teria ficado descontente com a falta de linearidade do governo municipal, que não dá sequência a seus projetos, indo e voltando nas decisões.

Aparentemente, não há uma recusa de Realindo Júnior em assumir o novo cargo, mas também não foi dada uma resposta imediata.

Realindo Júnior continua não atendendo o celular e nem respondendo as mensagens.

Experiência.

Advogado de formação, mas jornalista de profissão, Realindo Júnior foi repórter da Rádio Clube Hertz, do Comércio da Franca, do Diário da Franca, do Estadão, apresentador da Rede Record por muitos anos. 

Também foi Relações Públicas e chefe de Gabinete do prefeito Maurício Sandoval Ribeiro, além de ter sido funcionário e diretor geral da Câmara Municipal de Franca.


Artigos Relacionados