PSDB poderá ter dois candidatos a deputado federal com base em Franca

Adermis Marini e Sidnei Rocha estão entre os pré-candidatos para eleições do próximo ano

Postado em: em Política

​O PSDB poderá ter dois candidatos a deputado federal com base eleitoral em Franca nas próximas eleições.

A disputa por uma cadeira na Câmara Federal deverá ser intensa entre os tucanos Adermis Marini e Sidnei Rocha.

Cada qual tem seus méritos para entrar na disputa. Adermis foi candidato no último pleito, em 2014, obtendo um total de 26 mil votos. 

Ficou na sétima suplência da coligação PSDB, DEM e PPS, com poucas esperanças de assumir uma vaga, já que o Governo Federal estava nas mãos do PT.

Mas uma série de acontecimentos, que incluem a cassação da ex-presidente Dilma Roussef, abriram espaço para os partidos, que aderiram rapidamente à base do sucessor, Michel Temer, e deputados começaram a “subir” para funções em secretarias nacionais e estaduais e ministérios.

E em janeiro deste ano, Adermis foi empossado deputado e permanecendo por seis meses no cargo. Em junho, voltou para a Câmara Municipal, onde foi o terceiro mais bem votado nas eleições de 2016, com quase seis mil votos.

Adermis se vê como candidato natural, uma vez que chegou a assumir o mandato e continua como primeiro suplente, com contato frequente com Brasília e possibilidade de voltar para a Câmara Federal a qualquer momento, com o afastamento de dois deputados por problemas de saúde.

Atento a toda movimentação, está o ex-prefeito de três mandatos Sidnei Rocha. 

Aos 74 anos, o veterano político, que perdeu a última eleição para a Prefeitura de Franca, no ano passado, já fez contatos com a cúpula do PSDB em São Paulo, inclusive com o governador Geraldo Alckmin, e já é considerado pré-candidato a deputado federal, podendo fazer dobrada com seu ex-rival histórico, o deputado estadual Roberto Engler.

Os dois já se uniram, inclusive, nas prévias do PSDB no ano passado, com o objetivo comum de derrubar a candidatura do então prefeito Alexandre Ferreira, hoje no Solidariedade. 

Alcançaram o objetivo inicial, mas perderam a eleição para Gilson de Souza.

A candidatura de Sidnei seria uma forma de ele ficar em evidência para a disputa da prefeitura, em 2019. 

Apesar de ter muitos eleitores em Franca, na região, a votação de Sidnei é uma incógnita, pois ele nunca disputou o cargo de deputado.

A disputa promete e o que não deverá faltar, nos bastidores, nos próximos meses, será um grande número de bicadas de parte a parte.


Artigos Relacionados