Projeto de revitalização vai melhorar estrutura da Santa Casa de S.S. do Paraíso

Corte de árvores no entorno do hospital está no centro da polêmica, pois há divergências

Postado em: em Saúde

U​m projeto de revitalização pretende melhorar a estrutura do prédio da Santa Casa de São Sebastião do Paraíso (MG). Mas, entre as adequações, está previsto o corte de várias árvores, o que já causou polêmica na cidade. O hospital já encaminhou um pedido para o Codema para que 19 árvores sejam cortadas.

"Infelizmente algumas árvores que vêm crescendo ao longo desses anos vêm estourando as calçadas, alguma parte de passeios e dificulta essa circulação, acessibilidade de pacientes por essa área externa. Outro ponto é o sombreamento que às vezes causa em determinado tempo nos quartos, porque vários quartos da instituição têm as janelas voltadas para essas árvores e acaba tendo uma quantidade de folhas que caem ali dentro, o acúmulo de pó, com o vento acaba jogando isso dentro dos quartos", disse o gestor da Santa Casa, Adriano Nascimento.

No entanto, nem todos concordam com o possível corte.

"São árvores muito antigas, elas estão em perfeito estado de saúde, estão bem, então não há por que tirar umas árvores como essas. Acho que o ambiente nosso, a cidade nossa, já tem pouca árvore", disse o ecólogo José Carlos Alves Pinto.

Segundo o Codema, Conselho Municipal de Desenvolvimento do Meio Ambiente, o projeto que prevê o corte das árvores ainda está em estudo inicial. Ele ainda será analisado, discutido, votado e depois autorizado.

Santa Casa encaminhou pedido para corte de árvores em São Sebastião do Paraíso (Foto: Reprodução EPTV)

Esta não é a primeira polêmica na cidade que envolve o corte de árvores. Em 2015, algumas espécies de árvores foram cortadas para que a prefeitura tivesse um novo estacionamento.

Segundo o novo gestor da Santa Casa, se o projeto de revitalização da fachada da Santa Casa for autorizado, novos árvores deverão ser plantadas no local.

"Isso já foi acordado com a Santa Casa. Se for autorizado, será plantado de novo. E a gente tem a intenção de pedir também que seja plantada espécies de um porte mais elevado para que o impacto seja diminuído em menos tempo", disse o fiscal do meio ambiente Paulo César Buson.

O gestor da Santa Casa informou que o projeto de revitalização foi uma proposta enviada por arquitetos voluntários, mas que no momento, essa não é a prioridade do hospital. A diretoria ainda precisa conseguir recursos para que as obras possam ser realizadas.

"Uma fachada nova para a Santa Casa eu acho que moderniza ela, em questão da acessibilidade também, que está bem ruim, os passeios, tudo quebrado. Então eu acho que vai melhorar muito", disse o arquiteto Dércio Mambrini Ruiz de Oliveira.


Artigos Relacionados