Professor de Franca é um dos 12 finalistas do Prêmio Professor Transformador

Henrique Pereira, da E.E. Ângelo Scarabucci ,concorre com projeto desenvolvido na área de Ciências

Postado em: - Atualizado em: em Educação

Henrique Pereira, professor de Ciências e Biologia, Coordenador da área de Ciências da Natureza e Matemática da Escola Estadual Ângelo Scarabucci, de Franca, é um dos finalistas do Prêmio Professor Transformador (Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução)

A organização do Prêmio Professor Transformador, lançado para destacar projetos inovadores desenvolvidos por professores da Educação Básica de todo o país, alinhados com as diretrizes da BNCC (Base Nacional Comum Curricular), anunciou no início desta semana os 12 projetos finalistas desta primeira edição.

E um deles é o professor de Ciências e Biologia, Coordenador da área de Ciências da Natureza e Matemática da Escola Estadual Ângelo Scarabucci, de Franca, Henrique Pereira, com projeto “Prioridade Vida: metodologias ativas no estudo do corpo humano”.

Segundo ele, o objetivo foi desenvolver uma compreensão significativa sobre a anatomia e fisiologia do Corpo Humano pelos alunos da 3ª série do Ensino Médio, no ano de 2018. 

“O projeto foi desenvolvido na disciplina de Biologia, e contou com o apoio do professor Vinícius Reinaldo, professor da disciplina de Preparação Acadêmica, disciplina que até o ano de 2019 compunha a Parte Diversificada do currículo do Programa de Ensino Integral do Estado de São Paulo”, explica Henrique.

Henrique diz que a intenção do projeto era que os alunos realizassem a aplicação prática dos conteúdos estudados, responsabilizando-os por suas ações na busca pela sua própria qualidade de vida.

Para o desenvolvimento do projeto, foram utilizadas diferentes estratégias, entre elas o uso de metodologias ativas. O intuito de utilizar este tipo de metodologia era a de fazer da escola um local em que os conhecimentos, as aprendizagens e as experiências fossem uma construção dos próprios alunos.

“Por isso os alunos foram estimulados a interagir de forma bastante participativa com os conteúdos trabalhados, tornando a aprendizagem uma consequência natural do processo”, completa.

Entre as etapas do projeto, destacam-se: atividades de leitura e interpretação de textos sobre os diferentes sistemas do corpo humano; construção pelos alunos de um dicionário conceitual contendo o nome da estrutura/órgão do corpo humano, sua definição e sua imagem; 

Montagem de quebra cabeça com moldes do corpo humano em papelão; organização de estruturas/órgãos confeccionados em tecido para serem acoplados em uma camisa contendo velcro; interação com lousa digital, relacionando nomenclaturas, representações de órgãos e suas funções; 

Utilização de modelo anatômico do corpo humano para montagem e desmontagem de seus diferentes sistemas; apresentação de seminário sobre a influência de determinados hábitos na saúde humana; 

Aula prática laboratorial com a dissecação de órgão de suínos; e divulgação dos conhecimentos adquiridos durante todo o projeto para a comunidade através de aplicativos de mensagens, redes sociais e visitas a estabelecimentos comerciais e postos de saúde.

De acordo com Henrique Pereira, o resultado do projeto foi gratificante. Mesmo diante dos desafios e de todas as dificuldades encontradas, os alunos apresentaram muito interesse, compromisso e dedicação com tudo o que foi proposto.

“Todos os alunos apresentaram evoluções significativas, cada um no seu ritmo de aprendizagem. Ao final, foi emocionante perceber a emoção dos alunos ao assistirem um vídeo com todo o percurso realizado”, diz.

Confira o vídeo da atividade com os alunos:


Etapas do Prêmio

O projeto da Escola Estadual Ângelo Scarabucci concorre com os de outros professores de todo o país, e as iniciativas contemplam todas as etapas do Ciclo Básico, do Ensino Infantil ao Ensino Médio. 

A classificação dos projetos em cada categoria será anunciada durante a Bett Educar, considerada a maior feira de Educação e Tecnologia da América Latina.

O evento está programado para ocorrer entre os dias 12 e 15 de maio, na capital paulista.

 A organização do Prêmio Professor Transformador comunicará previamente uma eventual mudança de data da feira, devido à pandemia do novo coronavírus.

Segundo o professor Wellington Cruz, co-fundador da Base2Edu, instituição engajada com a transformação da Educação e organizadora do prêmio, "a variedade de projetos finalistas reflete a criatividade com que educadores de todo o país estão se empenhando para promover, em todos os níveis do Ciclo Básico, uma Educação de qualidade e, verdadeiramente, transformadora".

Os segundos e terceiros colocados em cada categoria receberão R﹩ 2.5 mil e a oportunidade para apresentar suas iniciativas na edição 2020 da Bett Educar.

Já os primeiros colocados de cada categoria receberão prêmios de R﹩ 7 mil, além de uma viagem para participar da Bett Educar 2021 em Londres, Inglaterra.

O Prêmio Professor Transformador é organizado em conjunto pela Base2Edu, rede que conecta e fortalece profissionais e iniciativas voltadas à transformação da Educação; e pela organização da Bett Educar, maior evento de educação e tecnologia da América Latina.

“Por maior que tenha sido o esforço para a realização do projeto não esperávamos, de maneira alguma que o projeto fosse classificado como um dos finalistas da 1ª Edição do Prêmio Professor Transformador". 

"Este fato foi uma enorme surpresa, mas também foi motivo de muita alegria. É um incentivo a mais para que outros professores que desenvolvem trabalhos excelentes nas escolas, inclusive na própria E. E. Ângelo Scarabucci, acreditem no potencial transformador de suas ações e se motive ainda mais para fazer a diferença na vida de cada aluno, contribuindo para a formação cidadãos autônomos, solidários e competentes e na melhoria da qualidade do ensino em nosso país”, salienta Henrique Pereira.


Artigos Relacionados