Primeira parcela do 13º a aposentados injetará R$ 41,5 milhões em Franca

ACIF diz que 67 mil terão direito a benefício, que será pago entre 27 de agosto e 10 de setembro

Postado em: em Economia

A antecipação do pagamento da primeira parcela do 13º salário a aposentados e pensionistas, a partir desta segunda-feira, 27 de agosto, deve injetar R$ 41,5 milhões na economia de Franca. A projeção é da Associação Comercial e Industrial (Acif), com base em dados da Previdência Social.

Ao todo, 67 mil moradores devem ser beneficiados no município. Os depósitos - cujos valores representam 50% das aposentadorias - serão realizados junto com a folha mensal de pagamento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), até 10 de setembro.

Em nota, o presidente da Acif, Dorival Mourão Filho, afirma que, além de equilibrar a economia doméstica, a antecipação do 13º deve impulsar as vendas de fim de ano, uma vez que, saldando as dívidas, os beneficiários voltam à adimplência.

O economista Hélio Braga Filho confirma que o valor é significativo para a economia local, principalmente neste período intermediário do ano. Porém, alerta que os recursos para aposentadoria seguem uma distribuição padrão. “Grande parte desse recurso é para pessoas que recebem até R$ 1 mil por mês. Isso favorece muitas pessoas, mas com valor baixo. É prematuro afirmar que vai provocar forte reação no comércio. A situação no Brasil não é confiante”, pondera.

Braga Filho diz que o cenário de incertezas política e econômica também contribui para que o consumidor pense duas vezes na hora de gastar o benefício. O economista afirma que os aposentados devem ter cautela e quitar as dívidas em primeiro lugar. “O ideal é ter cuidado, embora seja muito difícil, dependendo da situação financeira de cada um. Mas, quem tiver dívida, é melhor saldar para evitar os juros”, finaliza. 

Quem recebe

Por lei, tem direito ao 13º salário quem, durante o ano, recebeu benefício previdenciário de aposentadoria, pensão por morte, auxílio-acidente, auxílio-reclusão, auxílio-doença ou salário-maternidade. Nesses dois últimos casos, o valor do abono é proporcional ao período recebido.

Aqueles que recebem benefícios assistenciais, como Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social – BPC/LOAS e Renda Mensal Vitalícia – RMV, não têm direito ao abono anual.


Artigos Relacionados