Prejudicado pela pandemia, EJA em Franca oferece aulas online aos alunos

Mais de 60% doa alunos do EJA estão acompanhando as atividades realizadas de forma remota

Postado em: em Educação

O estudo presencial através do programa de Educação de Jovens e Adultos da Prefeitura de Franca, embora também prejudicado em razão da pandemia, está seguindo o seu ritmo normal e com grande participação dos estudantes em aulas online. 

A garantia é do professor José Aurélio da Silva, coordenador desse trabalho, observando que mais de 60% estão acompanhando as tarefas que são enviadas por meio eletrônicos diariamente.  Sã quatro unidades de ensino em regiões diferentes da cidade.

Ele destaca também, não haver planos da Secretaria da Educação de reduzir o número de classes ou salas de aula, reforçando que para o segundo semestre deste ano está sendo mantido o mesmo número de alunos do primeiro semestre.

Os alunos estão sendo acompanhados de forma remota, tendo apoio com atendimentos por vídeo chamada, aplicativo MEET, ZOOM, vídeo aulas, encaminhamento de atividades elaboradas pelos professores da EJA e pela SME através do setor EJA. 

As equipes do EJA tentam, por todos os meios disponíveis, após a paralisação inicial, buscar contatos com todos os alunos matriculados com o intuito de resgatá-los e fazer com que concluam o período letivo.

Outro canal de estudos cada vez mais demandado na Prefeitura, disponível gratuitamente é o CESUM (Centro de Supletivo), semipresencial, onde em qualquer período do ano o aluno pode se matricular, escolher as disciplinas que deseja cursar, pegar as apostilas, estudar em casa e depois realizar as provas.

Tudo de maneira reconhecida pelo Conselho Estadual da Educação, o que permite que ingresse no ensino superior caso conclua toda as etapas no Supletivo a Distância.


Artigos Relacionados