Prefeitura anuncia volta da Incubadora de Empresas após reforma de prédio

Município está pagando aluguel do prédio, na Avenida Chico Júlio, mesmo sem utilização do espaço

Postado em: em Política

Pela primeira vez desde a denúncia de que está pagando aluguel de R$ 9 mil mensais, sem utilizar, do prédio da antiga Incubadora de Empresas, a Prefeitura de Franca se manifestou oficialmente sobre o assunto.

A denúncia partiu do Observatório Social do Brasil e foi replicada na Câmara dos Vereadores. A situação já perdura há seis meses. Leiam na íntegra a manifestação da Prefeitura:

"Prefeitura preserva estrutura da Incubadora e economiza mais de R$ 600 mil

A Prefeitura Municipal de Franca esclarece que o imóvel localizado à Rua Antônio Bernardes Pinto, número 3366, na Vila Chico Júlio, alugado pelo município, vem sendo revitalizado para maiores e melhores configurações.

O local sediará a partir da segunda quinzena do mês corrente a NOVA INCUBADORA DE EMPRESAS. Ainda nesta semana serão publicadas, por meio do Diário Oficial do Município, todas as disposições e exigências legais a serem preenchidas pelos interessados em fazer parte do programa.

A reformulação tem o intuito de atender pequenos empreendedores de Franca, oferecendo maior e melhor suporte a eles, subsidiando-os para que invistam no próprio negócio, incrementem suas produções, aprimorem seus conhecimentos em gestão empresarial e possam explorar diferentes modalidades de mercado, fomentando nossa economia.

Um dos eixos a serem contemplados com a nova configuração da Incubadora de Empresas é a capacitação dos empreendedores em gestão empresarial, oferecida pelo programa Primeira Chance do Empreendedor, criado por esta gestão.

O prédio passou por reparos e atualmente recebe adequações complementares para inauguração da Nova Incubadora de Empresas. A localização, com fácil acesso, e estrutura já existente no imóvel motivaram a permanência do programa no referido endereço.

Esta gestão ratifica seu total comprometimento com a economicidade, bem como preservação do erário. A Prefeitura ressalta que o valor do aluguel permaneceu o mesmo nos meses iniciais do ano vigente e, em março de 2018, a partir de uma negociação do atual governo,  foi reduzido em 11,38%, com escopo na responsividade quanto à austeridade e bom gerenciamento dos cofres públicos.

O prédio demandava cuidados de manutenção, especialmente nas partes elétrica e hidráulica, e telhado. 

A decisão de proceder as melhorias no imóvel foi tomada, entre outras razões, para aproveitamento da estrutura existente no local (estimada em R$ 600 mil que precisariam ser investidos em outro espaço caso fosse transferida), composta por boxes amplos, instalações apropriadas e medidores industriais individualizados, que favorecem a configuração do programa da Incubadora de Empresas".


Artigos Relacionados