Prefeitura, ACIF, Unimed e S. Varejista estudam volta do comércio para 8 de abril

Retorno inclui plano de estratégias, como compra de 20 mil testes do Covid-19 e atendimento diferenciado

Postado em: em Economia

Medo de contágio pelo coronavírus influenciou fechamento do comércio em Franca (Foto G1/Reprodução)

A Prefeitura de Franca, a ACIF (Associação do Comércio e Indústria de Franca), a Unimed Franca e o Sindicato do Comércio Varejista de Franca se reuniram nesta quinta-feira, 26, para tratar da suspensão das atividades econômicas do Comércio, Indústria e Serviços locais em razão das medidas de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19). 

O encontro resultou em um plano de ação para que o comércio local volte a funcionar no dia 8 de abril, sem prejuízos para a saúde dos munícipes.

As principais medidas consistem na compra dos 20 mil testes de Covid-19 e na apresentação, por parte das empresas à Prefeitura, de planos de atendimento ao público que contemplem as medidas de saúde recomendadas para evitar o contágio do vírus, tais como a não aglomeração humana, higienização constante e home office aos colaboradores com funções compatíveis.

“É importante dizer que todas as ações em relação ao controle do coronavírus em Franca estão sendo tomadas coletivamente. Estamos em contato com a Acif, sindicatos e outras entidades representativas da nossa cidade para encontrarmos o melhor caminho, alternativas que preservem a saúde das pessoas e a economia. Muitos eixos precisam ser cuidados neste momento, estamos preocupados e atentos para termos o menor impacto possível e proteger a saúde das pessoas. Continuamos abertos ao diálogo e prontos para as adequações que forem necessárias”, afirmou o prefeito Gilson de Souza

A expectativa é de que os primeiros testes cheguem a Franca já na primeira semana de abril.


Artigos Relacionados