Ponte cai em Franca e crianças se arriscam sobre cano para ir à escola

Estrutura sobre córrego quebrou há oito meses, obrigando estudantes a fazer desvios de dois quilômetros

Postado em: em Obras

Após a queda de uma ponte há aproximadamente oito meses, estudantes que moram no Jardim Palmeiras, em Franca, estão se equilibrando sobre um encanamento de esgoto para atravessar um córrego e chegar à escola no Jardim Pulicano.

Segundo apuração, a travessia arriscada foi uma alternativa encontrada pelas crianças para evitar um desvio de aproximadamente dois quilômetros no meio do bairro.

Vídeos gravados por moradores mostram os pequenos se equilibrando sobre o cano, que liga o Jardim Pulicano à estação elevatória da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) na Rua Antônio Teixeira Andrade.

O secretário de Serviços e Meio Ambiente, Adriano Tosta, afirmou que a Prefeitura e a Sabesp estudam uma forma de religar as duas margens do córrego.

O projeto de uma nova ponte ou de reforma da tubulação para travessia deve ser concluído em 60 dias. “Para ser colocada essa ponte, existe um impasse que está sendo estudado com a Sabesp, que é a detentora dessa servidão, para que seja feito um estudo dessa tubulação, se pode ser aproveitada, ou não”, disse o secretário Adriano Tosta.

Tosta destacou que a tubulação de esgoto possui uma estrutura de ferro, mas não pode ser utilizada para travessia pelos moradores, porque existe risco de queda e outros acidentes. "Estamos terminando os estudos. Previamente, devemos começar em 60 dias. Após a finalização dos estudos, se pode ser aproveitada essa ponte, ou se vai ter que ser construída uma nova", afirmou.


Artigos Relacionados