Polícia Rodoviária aperta o cerco na fiscalização durante a Operação do Ano Novo

No caso de Franca, as pistas inspecionadas são a Cândido Portinari, Fábio Talarico e Ronan Rocha

Postado em: em Segurança

O 3º Batalhão de Polícia Rodoviária, unidade subordinada ao Comando de Policiamento Rodoviário (CPRv) da Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP) realiza, desde a meia-noite desta sexta-feira, e seguirá até o primeiro dia do ano, a "Operação Ano Novo 2017".

A corporação está reforçando o policiamento ostensivo e a fiscalização de trânsito nos mais de 5.500 km de rodovias estaduais da malha rodoviária sob sua responsabilidade, durante todo o período tendo em vista a grande movimentação de veículos que estarão em deslocamento sentido ao litoral e interior do estado.

No caso de Franca, as pistas inspecionadas pela Polícia Rodoviária são a Cândido Portinari, Fábio Talarico e Ronan Rocha. As demais, ficarão sob responsabilidade da Infantaria da Polícia Militar. 

Em desenvolvimento já há 7 anos, o "Programa de Redução de Acidentes de Trânsito e Segurança Viária para o decênio 2011-2020", estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU), foi implementado pelo CPRv por meio do "Observatório de Trânsito e Segurança Viária", no sentido de reduzir e estabilizar os resultados danosos e efeitos dos acidentes de trânsito, sendo intensificada a fiscalização do uso do cinto de segurança e dispositivos de retenção; dos limites de velocidade; da condução de veículos sob efeito de álcool e outras substâncias psicoativas; de ultrapassagens proibidas; de motocicletas e seus condutores, dentre outras infrações de trânsito.

O Policiamento Rodoviário permanecerá em regime especial de trabalho, com redução de folgas e emprego do efetivo administrativo em apoio, atuando diuturnamente nas rodovias do Estado, potencializando a ação ostensiva.

O desenvolvimento dessa operação tem como objetivos prioritários: a proteção à vida, à incolumidade física das pessoas e a fluidez do trânsito. Assim, todo o esforço e empenho do policiamento serão concentrados na prevenção e repressão aos atos relacionados com a Segurança Pública, garantindo a obediência às normas relativas à segurança do trânsito, assegurando a livre circulação e evitando acidentes, proporcionando, deste modo, aos usuários das rodovias, um trânsito em condições seguras.

A fluidez no trânsito será garantida por operações específicas em conjunto com o DER e as Concessionárias, sendo que a fiscalização priorizará as infrações dinâmicas, ou seja, aquelas cometidas em movimento, tais como o uso indevido do acostamento, a ultrapassagem em locais proibidos pela sinalização etc., as quais além de gerar risco de acidentes, prejudicam a fluidez do trânsito.

Em razão do aumento do fluxo de veículos, no decorrer da Operação as equipes serão posicionadas em locais estratégicos das rodovias e desenvolverão ações direcionadas com enfoque especial a fiscalização do uso de álcool pelos motoristas, aos motociclistas, às ultrapassagens realizadas em locais proibidos, ao não uso do cinto de segurança e dispositivos de retenção, ao excesso de velocidade e à fluidez do tráfego. 

Aos motociclistas as orientações são no sentido de que não transitem entre as faixas de rolamento nas rodovias, mantendo distância segura dos demais veículos na via, em cumprimento à lei e zelando pela segurança de todos.


Artigos Relacionados