PM vai usar bafômetro por aproximação nas rodovias da região durante carnaval

Equipamento é capaz de captar o álcool no ar somente com a aproximação do condutor do veículo

Postado em: em Cidades

A Polícia Militar Rodoviária intensifica a fiscalização nas rodovias durante o período de Carnaval na região de Ribeirão Preto com um novo bafômetro. 

O equipamento é capaz de captar o álcool no ar somente com a aproximação do condutor do veículo. Ou seja, o motorista não precisa colocar a boca no aparelho.

Em 2019, durante os cinco dias do Carnaval, 41 pessoas foram multadas nas estradas da região, pois estavam bêbadas, segundo a Polícia Militar Rodoviária.

O motorista não precisa sair do carro para fazer o teste. Basta um simples assopro e, em segundos, sai o resultado. 

Quando o equipamento apontar a cor verde, quer dizer que o motorista não está alcoolizado. Já quando o sinal é vermelho, indica que o condutor está embriagado.

“O aparelho agiliza a fiscalização. O condutor sopra na ponta do aparelho, ele é aferido pela mesma tabela do aparelho tradicional, vai apontar se há um consumo ou não”, diz o tenente da Polícia Militar Rodoviária Everton Evandro Bágio.

De acordo com o tenente, o etilômetro tradicional só será usado no caso de resultado positivo, para atestar a medição exata por meio de um comprovante de papel.

O novo bafômetro reduz o tempo em que o motorista fica parado na fiscalização, e agiliza o trabalho dos policiais nas operações de direção segura.

“O objetivo é massificar o teste e conscientizar os condutores diante da fiscalização a não ingerir o álcool e conduzir. A aferição dele é sensível. Com esse tipo de fiscalização, pretendemos evitar acidentes, vítimas e garantir a segurança nas rodovias”, afirma o tenente.

Submetido ao novo teste, o empresário Carlos Roberto da Silva disse que a rapidez do resultado é positiva para a segurança e até mesmo para não atrasar a viagem.

“Acho muito válido. Tudo que é para a segurança da nossa família, da população é sempre bem-vindo. Já fiz o teste com o novo equipamento. É bem diferente. Se a gente puder agilizar o processo é bom e se for para a segurança, temos que realizar o exame, sim.”

Vítimas de embriaguez

Só nos dois primeiros meses do ano, ao todo, 124 motoristas foram multados por embriaguez nas estradas da região. 

Ao menos, 347 não quiseram fazer o teste do bafômetro, segundo dados da Polícia Rodoviária.

No dia 11 de janeiro, um garçom, de 25 anos, voltava do trabalho na garupa de uma motocicleta, quando foi atingido por um carro no Anel Viário Sul de Ribeirão Preto.

Ele ficou internado no Hospital das Clínicas, mas morreu três dias depois. A mulher que pilotava a moto, de 26 anos, ainda está em uma unidade hospitalar.

O motorista do carro, que causou o acidente estava bêbado, como apontou o teste do bafômetro. 

Além disso, a carteira de habilitação dele estava vencida desde 2018. Ele teve a prisão preventiva decretada e responde por homicídio, embriaguez ao volante e omissão de socorro.

Embriaguez

No Brasil não há tolerância para nenhuma quantidade de álcool no organismo de um condutor. 

Para que as normas vigentes chegassem à rigidez que têm hoje, entrou em vigor, em 2008, a lei 11.705, conhecida como Lei Seca.

De acordo com o artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o condutor flagrado dirigindo sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência comete uma infração gravíssima.

De acordo com a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), embriaguez ao volante é a segunda maior causa de mortes no trânsito no Brasil. A primeira é excesso de velocidade.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2020/02/21/pm-usa-bafometro-que-capta-alcool-por-aproximacao-do-condutor-nas-rodovias-da-regiao-de-ribeirao-preto.ghtml



Artigos Relacionados